Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Rinha de galos é flagrada pela PM em sítio no Sul catarinense

Rinha de galos é flagrada pela PM em sítio no Sul catarinense
Imagem Ilustrativa

Cerca de 60 pessoas estavam no local, além de vários galos com sinais de maus-tratos.

No último sábado (20), a Polícia Militar (PM) flagrou uma rinha de galos em um sítio localizado na rua Manoel Antônio Mateus, no bairro Sombrio, em Tubarão, Sul catarinense. Cerca de 60 pessoas estavam no local, e várias delas correram com os galos embaixo dos braços ao notar a presença dos policiais.

Segundo a PM, um homem se identificou como o responsável pela rinha e pela locação do lugar. O proprietário do sítio alegou que sabia sobre a rinha de galos, mas que não participava.

Continua depois da publicidade

No interior do sítio, os policiais identificaram três redomas utilizadas para a rinha. Diversos comprimidos e esporas artificias, usadas para ferir e mutilar o galo oponente, foram encontradas no local.

Ainda segundo os policiais, em um galpão separado, foram localizados diversos galos presos, onde muitos apresentavam sinais de escoriações e mutilações, sendo que muitos estavam sem penas e sem olho. Outros galos estavam até prontos para a rinha, usando ‘roupas’, aparentando estarem prontos para a briga.

Câmeras de segurança monitoravam a entrada e as imediações do sítio, dando indícios de que os participantes teriam sido alertados sobre a chegada dos policiais. A Polícia Militar Ambiental foi acionada e participou da ocorrência, realizando termos de apreensão.

>> LEIA MAIS: Colisão seguida de capotamento deixa três pessoas feridas na BR 470 em Gaspar

Os autores, sendo o organizador e proprietário, responderão os processos. O organizador da rinha ainda foi multado em R$ 12 mil, sendo R$ 600 cobrado por cada animal.

Compartilhe nas suas redes sociais


Siga as redes sociais do Portal Misturebas
Instagram: Clique aqui ✅ Telegram: Clique aqui
✅ Facebook: Clique aqui  ✅ Youtube: Clique aqui


Sugestão de pauta

Mais notícias
Atendimento