Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Museu de Timbó SC promove nova edição do Café Musical

Museu de Timbó SC promove nova edição do Café Musical
Foto: Prefeitura de Timbó

O evento é gratuito. Para garantir que não tenha mais público do que é permitido, serão distribuídos ingressos para a entrada no evento.

No domingo, dia 21 de novembro, acontece a próxima edição do Café Musical, promovido no Museu da Música de Timbó. A apresentação será por conta dos alunos da Escola de Cítaras do Centro Cultural Neue Heimat, de Jaraguá do Sul.

O evento será realizado de forma presencial e on-line. A transmissão inicia às 10h, no Facebook da Prefeitura Municipal de Timbó.

Continua depois da publicidade

Ingressos

Eles estarão disponíveis para retirada na sede da Fundação de Cultura e Turismo de Timbó a partir do dia 15 de novembro, até na sexta-feira, dia 19 de novembro.

Para seguir todos os protocolos, o evento presencial terá limite de público de 50 pessoas, um terço da capacidade do Museu da Música, as cadeiras terão distanciamento de 1,5m e o uso de máscara é obrigatório durante todo o Recital.

>>LEIA MAIS: Mães dão à luz a filhos trocados após clínica de fertilização cometer erro nos EUA

Conheça a Escola de Cítaras do Centro Cultural Neue Heimat

A Escola de Cítaras do Centro Cultural Neue Heimat tem sede em Jaraguá do Sul e é provavelmente a única instituição do Brasil onde se ensina a arte de tocar cítara-concerto. A arte de tocar cítara-concerto é raríssima no Brasil.

Suas atividades iniciaram em 2010, com o projeto “Resgate Cultural da Cítara”, que segue até hoje, disseminando esta arte entre jovens e crianças.

O Centro Cultural Neue Heimat, responsável pela Escola de Cítaras de Jaraguá do Sul, busca resgatar a singela sonoridade das cítaras, uma arte tão bela e desconhecida. Os instrumentos utilizados pela Escola são, na maioria estrangeiros, adquiridos por doação ou compra de familiares de ex-citaristas.

 A coordenação das atividades de ensino de cítara é da professora Lúcia Menarin, citarista desde a infância, aprendeu a tocar com seu pai, imigrante alemão, que fabricou uma das cítaras utilizada por ela. Lúcia se desloca da cidade de Castro (PR) até Jaraguá do Sul (SC) a cada 3 semanas.  A cada visita acontecem encontros intensivos com duração de três a quatro dias, com um grupo médio de 9 alunos.

 

Compartilhe nas suas redes sociais


Siga as redes sociais do Portal Misturebas
Instagram: Clique aqui ✅ Telegram: Clique aqui
✅ Facebook: Clique aqui  ✅ Youtube: Clique aqui


Sugestão de pauta

Mais notícias
Atendimento