Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Em agosto, programa Juro Zero bate recorde em SC

Em agosto, programa Juro Zero bate recorde em SC
Leoni Maria Gonçalves é uma das mais de 560 mil pessoas microempreendedoras de SC | Foto: Arquivo Pessoal

Com o programa, , o MEI recebe recursos financeiros para investir no seu negócio.

Com mais de R$ 7,5 milhões em crédito para Microempreendedor Individual (MEI) em apenas um mês, o Programa Juro Zero teve recorde em concessões em agosto. No período, foram realizadas 1.644 operações. Os dados foram divulgados na segunda-feira, 18.

Desde a criação em 2011, o Juro Zero já realizou 123.659 operações totalizando R$ 391.734.275 em crédito. Leoni Maria Gonçalves é um dos mais de 560 mil microempreendedores de Santa Catarina e relembra que o programa veio em uma fase de dificuldade para o negócio.

Continua depois da publicidade

“Com essa pandemia, passamos por um momento muito difícil, perdemos muitos clientes, tudo subindo de preço e as contas chegando. Graças a Deus, o Juro Zero veio numa boa hora, fiquei sabendo deste programa, fui atrás e fiquei muito feliz”, conta. Leoni, que é dona de um pet shop, explica que com o apoio do Programa pretende ampliar mais o negócio, comprando mais maquinários e gerando ainda mais oportunidade de trabalhos a outras pessoas.

Coordenado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), o programa tem o objetivo de apoiar o MEI e dar uma ajuda ao pequeno negócio. Para o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Luciano Buligon, os MEIS representam uma fatia importante do mercado, que contribui para o desenvolvimento, gerando trabalho e oportunidades.

“O programa Juro Zero é mais que uma linha de crédito ao microempreendedor individual. É uma política pública de Estado, que contribui na formalização dos pequenos empreendedores e oferece um incentivo aos negócios. Durante a pandemia, o Programa ampliou o crédito de R$ 3 para R$ 5 mil reais em até duas operações por CNPJ. Um apoio fundamental para quem mais precisa e contribui no desenvolvimento”.

A gerente de Empreendedorismo Individual e Micro e Pequenas Empresas, Aline Cristine Ghisi, destaca que neste momento de recuperação econômica, por causa da pandemia do coronavírus, o Juro Zero foi fundamental para a manutenção do MEIS e abertura de novos.

Como funciona

Pelo Juro Zero, o MEI recebe recursos financeiros para investir no seu negócio. Podem aderir ao programa todos os microempreendedores individuais que tiverem CNPJ regularizados e que residam em Santa Catarina. Os recursos financeiros são disponibilizados na forma de empréstimos, no valor de até R$ 5 mil, os quais devem ser pagos em oito parcelas. Ao quitar as sete primeiras parcelas em dia, o MEI recebe a isenção da última parcela, paga pelo Estado.

–> LEIA TAMBÉM: Reunião debate reabertura para visitação do Morro do Bicudo em Apiúna

O empreendedor tem o direito a realizar até duas operações, sujeitas à análise de crédito nas instituições de microcrédito presentes em todas as regiões de Santa Catarina (OSCIPs), e pelas cooperativas do Sistema Sicoob, com operação do Badesc. (Fonte: Governo de SC)

Compartilhe nas suas redes sociais


Siga as redes sociais do Portal Misturebas
Instagram: Clique aqui ✅ Telegram: Clique aqui
✅ Facebook: Clique aqui  ✅ Youtube: Clique aqui


Sugestão de pauta

Mais notícias
Atendimento