Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Indaial realiza Drive-Thru de vacinação contra a Covid-19

Indaial realiza Drive-Thru de vacinação contra a Covid-19
Foto: Prefeitura de Indaial

A ação acontecerá neste sábado, dia 11, no Parque Municipal Jorge Hardt.

Neste sábado, 11 de setembro, a Secretaria de Saúde irá promover uma edição especial do Drive-Thru para vacinação contra a Covid-19. A ação acontecerá no Parque Municipal Jorge Hardt, das 8h às 16h30. No dia, a aplicação da 1ª dose estará liberada para adultos com 18 anos ou mais e adolescentes com 17 anos no geral, independente de condição especial, e de 12 a 16 anos que estejam na condição de gestantes, puérperas, lactantes, com deficiência permanente, portadores de comorbidades e privados de liberdade.

O adolescente deve estar acompanhado de pais/responsáveis. Se preferir ir sozinho precisa apresentar um Termo de Assentimento Livre e Esclarecido, devidamente assinado pelos pais ou responsável legal, disponível na parte de Arquivos em: AQUI

Continua depois da publicidade

Também no sábado será realizada a aplicação da 2ª dose para todas as pessoas que já cumpriram o intervalo mínimo de dias da 1ª dose: Coronavac – 28 dias, AstraZeneca – 10 semanas e Pfizer – 12 semanas. Nesse caso o atendimento aos usuários acontecerá nas cabines.

As pessoas que já receberam a vacina contra a Influenza devem respeitar um intervalo mínimo de 14 dias para imunização contra a Covid-19.

Continua depois da publicidade

Misturebas - Anúncio

Documentos para vacinação

Todos devem levar carteirinha de vacinação, Cartão do SUS e documento oficial com foto. Grupo prioritário de adolescentes com 12 a 16 anos ainda precisam apresentar:

  • Para gestantes, puérperas e lactantes (original ou cópia de):
    a) declaração médica autorizando a aplicação da vacina. No documento assinado pelo profissional precisa constar a autorização para aplicação da vacina, e não apenas a condição da mulher (gestante, puérpera ou lactante);
    b) certidão de nascimento da criança (para as puérperas e lactantes).

–> LEIA TAMBÉM: Regras para remarcação de perícias médicas são divulgadas pelo INSS

  • Para deficiência permanente e portadores de comorbidades (original ou cópia de):
    a) laudo médico ou exame comprobatório que indique a comorbidade ou deficiência;
    b) comprovação de atendimento em Centro de Reabilitação ou unidade especializada;
    c) documento oficial com indicação da deficiência;
    d) cartões de gratuidade do transporte público que indique a condição de deficiência permanente;
    e) laudo emitido por nutricionista no caso de obesidade;
    f) declaração de equipe multidisciplinar, que indique a condição de deficiência ou comorbidade;
    g) autodeclaração (na ausência de outro tipo de documento) para os casos de deficiência permanente grave.

Adolescentes critérios deficiência permanente

  • Dentro do grupo prioritário são considerados indivíduos com deficiência permanente aqueles que apresentem uma ou mais das seguintes limitações:
    a) Limitação motora que cause grande dificuldade ou incapacidade para andar ou subir escadas;
    b) Indivíduos com grande dificuldade ou incapacidade de ouvir;
    c) Indivíduos com grande dificuldade ou incapacidade de enxergar;
    d) Indivíduos com alguma deficiência intelectual permanente que limite as suas atividades habituais, como trabalhar, ir à escola, brincar, etc.

–> LEIA TAMBÉM: CAPS Timbó realiza ações alusivas ao Setembro Amarelo

Adolescentes critérios portadores de comorbidades

  • Em relação aos indivíduos portadores de comorbidades serão considerados aqueles com as situações listadas abaixo:
    a) Diabetes mellitus e doenças metabólicas hereditárias (doença de Gaucher, mucopolissacaridoses e outras);
    b) Doenças pulmonares crônicas (asma grave, fibrose cística, fibroses pulmonares, broncodisplasias);
    c) Cardiopatias congênitas e adquiridas;
    d) Doença hepática crônica;
    e) Doença renal crônica;
    f) Doenças neurológicas crônicas (paralisia cerebral, doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular; deficiência neurológica grave);
    g) Imunossupressão congênita ou adquirida (incluindo HIV/Aids, câncer, transplantados de órgãos sólidos e medula óssea e pacientes em uso de terapia imunossupressora devido à doença crônica como doenças reumatológicas e doenças inflamatórias intestinais – Crohn e colite ulcerativa);
    h) Hemoglobinopatias (anemia falciforme e talassemia maior);
    i) Obesidade grave (IMC: escore z>+3);
    j) Síndrome de down.
Compartilhe nas suas redes sociais


Siga as redes sociais do Portal Misturebas
Instagram: Clique aqui ✅ Telegram: Clique aqui
✅ Facebook: Clique aqui  ✅ Youtube: Clique aqui


Sugestão de pauta

Mais notícias
Atendimento