Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Agricultura e Celesc unem esforços para ampliar a qualidade da energia elétrica no meio rural

Agricultura e Celesc unem esforços para ampliar a qualidade da energia elétrica no meio rural
Foto: Rodrigo Kobs/Arquivo/Celesc

O Programa já conta com investimentos de R$ 181 milhões para substituição de cabos de redes.

O Programa Celesc Rural ganhará reforços. Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural e Celesc trabalharão juntas para angariar recursos e dar mais agilidade na distribuição de energia no campo.

O Programa já conta com investimentos de R$ 181 milhões para substituição de cabos de redes monofásicas nuas por redes monofásicas ou trifásicas com cabos protegidos e serão cerca de 2 mil quilômetros instalados até meados deste ano. Os detalhes foram tratados numa reunião virtual entre o secretário Altair Silva e o presidente da Celesc, Cleicio Poleto Martins, nesta quarta-feira,17 de fevereiro.

Continua depois da publicidade

“Energia elétrica de qualidade é uma das principais demandas dos produtores rurais de Santa Catarina. Esse é um requisito básico para que os agricultores sigam investindo em tecnologia e inovação, por isso queremos construir uma parceria estratégica com a Celesc na busca de mais recursos para o Celesc Rural, para que ele seja ainda mais ágil e atenda a demanda do interior catarinense”, ressalta o secretário de Estado da Agricultura, Altair Silva.

Foto: SAR

Até junho deste ano, a Celesc pretende realizar 956 quilômetros em obras no meio rural, substituindo redes monofásicas nuas por redes monofásicas ou trifásicas com cabos protegidos. Serão R$ 51,6 milhões em investimentos. No Celesc Rural, novas redes trifásicas com cabos compactos protegidos permitirão a instalação de equipamentos mais potentes e modernos para as atividades rurais, contribuindo para o aumento da produção e trazendo uma nova realidade para os produtores e para o agronegócio catarinense. O Programa iniciou em 2019 e até o momento conta com quase 250 mil propriedades rurais beneficiadas.

Continua depois da publicidade

Misturebas - Anúncio

Em Santa Catarina, cerca de um milhão de pessoas vivem no meio rural e o agronegócio corresponde a 30% do Produto Interno Bruto (PIB) do estado. “São as pequenas propriedades que alimentam as grandes indústrias e as redes antigas já não atendem mais a realidade do campo. As propriedades rurais são mini-indústrias e precisam de energia elétrica seja para a ordenha, alimentação ou criação de animais. A parceria com a Secretaria da Agricultura será importante para que o Programa possa avançar e atender o nosso estado”, destaca o presidente da Celesc, Cleicio Poleto Martins.

A instalação de novas redes monofásicas com cabos protegidos, assim como as novas redes trifásicas, garantirão maior confiabilidade ao produtor rural, pois este novo padrão de rede garante a continuidade da distribuição de energia elétrica mesmo quando tocado por vegetação, o que não ocorria com os cabos nus. Outro investimento sendo realizado, tanto no campo quanto na área urbana, ocorre com a instalação de religadores, que energizam automaticamente as redes em caso de queda não programada da energia, aumentando a confiabilidade de distribuição de energia elétrica.

LEIA TAMBÉM: Com investimento de R$ 6,6 milhões, SC entrega 28 ônibus do transporte escolar

Maior aporte de recursos

Segundo o secretário Altair Silva a intenção é aumentar o aporte de recursos para que o Celesc Rural ganhe ainda mais agilidade. O fornecimento de energia elétrica de qualidade e de energias renováveis será uma das prioridades do novo SC Rural, um programa em conjunto com o Banco Mundial e já em fase de negociações.

“Estamos bastante adiantados nas tratativas para renovação do Programa SC Rural junto com o Banco Mundial e essa será uma importante fonte de recursos para aumentarmos os investimentos. A Celesc está agindo com as ferramentas que possui e agora estamos colocando nossa equipe à disposição para avançarmos juntos na busca de melhores resultados”, explica.

Conforme o Governo de SC, técnicos da Secretaria da Agricultura e da Celesc irão participar de um grupo de trabalho e montarão um plano de ação para atender a demanda do meio rural catarinense.

Compartilhe nas suas redes sociais


Siga as redes sociais do Portal Misturebas
Instagram: Clique aqui ✅ Telegram: Clique aqui
✅ Facebook: Clique aqui  ✅ Youtube: Clique aqui


Sugestão de pauta

Mais notícias
Atendimento