Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Homem é preso em Florianópolis após se recusar a usar máscara e xingar guardas

Homem é preso em Florianópolis após se recusar a usar máscara e xingar guardas
Foto: Guarda Municipal/Divulgação

Agentes de segurança pediram para o homem de 38 anos colocar item de proteção contra o coronavírus, mas ele se recusou, xingou guardas, tentou fugir e acabou preso por desacato

Um homem de 38 anos foi preso pela Guarda Municipal em Florianópolis após xingar e desacatar os agentes de segurança ao ser abordado por estar sem máscara de proteção contra o coronavírus. O caso ocorreu na quinta-feira (1º) e foi divulgado pela guarda neste sábado (3).

Ele estava na Beira-mar continental, no bairro Estreito, onde a prática de exercícios é permitida, mas com uso de máscara. Os agentes municipais abordaram o morador e pediram que ele colocasse o item de proteção, mas ele se recusou.

Continua depois da publicidade

Misturebas - A informação ao seu alcance!

Os agentes solicitaram dados pessoais dele para lavrar multa e, então, o homem teria proferido palavras de baixo calão contra os guardas e tentou fugir.

Ele acabou sendo preso por desacato e foi conduzido para a delegacia, onde foi lavrado termo circunstanciado, antes de ser liberado.

Continua depois da publicidade

AGWP

O homem, que não teve a identidade divulgada, também levou multa por não usar máscara.j Ele já foi multado pela vigilância sanitária em outra ocasião pelo menos motivo.

LEIA TAMBÉM: Céu de Florianópolis muda de cor em dia de calor histórico

O uso de máscara é obrigatório em Florianópolis desde abril. Em caso de descumprimento, a multa vai de R$ 125 a R$ 1,2 mil. Na Avenida Beira-mar continental o uso começou a ser obrigatório em maio.

A Guarda Municipal tem fiscalizado o uso de máscara junto com a Vigilância Sanitária e já atendeu cerca de 5 mil ocorrências na cidades desde março relacionadas ao descumprimento de medidas sanitárias contra o novo coronavírus.

Segundo o subcomandante da Guarda Municipal de Florianópolis, Ricardo Pastrana, já ocorreu casos de resistência, mas essa é a primeira vez que os agentes são desacatados.

A capital catarinense é uma das cidades que estão em situação grave para o coronavírus, segundo o mapa de risco do governo: são 13.397 pessoas diagnosticadas com a Covid-19, incluindo 137 delas que morreram por causa da doença na cidade.

Fonte: G1 SC
Compartilhe nas suas redes sociais


Redação Misturebas

Seja o repórter e nos envie fotos e dados!
WhatsApp Chat: http://abre.ai/grupomisturebas
Instagram: instagram.com/portalmisturebas
Telegram: https://t.me/misturebas

Portal Misturebas – A informação ao seu alcance | 13 anos ®️


Sugestão de pauta


Mais notícias
Atendimento