Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

QR Code é instalado em lápides de cemitério de Blumenau para memorial virtual daqueles que já partiram

QR Code é instalado em lápides de cemitério de Blumenau para memorial virtual daqueles que já partiram
Fotos: Cemitério São José/Reprodução

A administração do cemitério diz que a ferramenta também deve facilitar a localização dos visitantes.

Nesta terça-feira (23), o Cemitério São José, de Blumenau, no Vale do Itajaí, lançou uma ferramenta tecnológica que conta a história de pessoas falecidas através de um QR Code que foi colocado nas lápides. A administração do local informou que a ferramenta tornará mais fácil a localização daqueles que visitarem o cemitério.

Ainda segundo a administração, é possível deixar uma mensagem em áudio ou vídeo para parentes e amigos da pessoa falecida que está enterrada no local. Essa tecnologia é inédita na cidade.

Continua depois da publicidade

O QR Code que está na lápide possui um link que direciona o visitante para uma página, onde consta também o histórico da pessoa falecida. A instalação da ferramenta será opcional e, por enquanto, não há um registro de quantas famílias já aderiram ao serviço.

Caso a família queira tal instalação, deverá pagar por uma lápide que será confeccionada com o código.

>> LEIA MAIS: Motociclista fica gravemente ferido após colidir contra carro em Cordilheira Alta

A administração do cemitério informou que muitas pessoas estão a procurando para deixar uma menagem para os familiares antes de falecerem. A mensagem deixada será disponibilizada pelo QR Code presente na lápide.

“Se antes de falecer, você quiser deixar um vídeo para ser assistido após a sua partida, isso será possível”, comentou o diretor do Cemitério São José, Guilherme Otto Schneider.

A ferramenta foi lançada no dia da tragédia das enchentes de 2008. Pensado, justamente, para homenagear as vítimas do desastre. Os túmulos de 214 famílias foram atingidos naquele ano, onde ocorreu um deslizamento no local, sendo os corpos dos falecidos transferidos para outros jazigos. Tal processo foi finalizado oito anos depois.

Compartilhe nas suas redes sociais


Siga as redes sociais do Portal Misturebas
Instagram: Clique aqui ✅ Telegram: Clique aqui
✅ Facebook: Clique aqui  ✅ Youtube: Clique aqui


Sugestão de pauta

Mais notícias
Atendimento