Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

13º salário: 5 dicas para utiliza-lo de forma consciente

13º salário: 5 dicas para utiliza-lo de forma consciente
Imagem Ilustrativa

Para o especialista, o ‘pagamento extra’ do final de ano é uma excelente oportunidade para colocar as finanças em dia.

O final de ano se aproxima e além de todos os simbolismos e reflexões que naturalmente são feitos nesse período do ano, muitos brasileiros também precisam lidar com a dúvida de como melhor aproveitar o tão aguardado 13º salário. 

São tantos planos para essa ‘renda extra’ que, na maioria das vezes, o valor acaba não sendo suficiente para realizar a lista de desejos por completo. Por isso é tão importante pensar em como usar o recurso com sabedoria, e elencar prioridades se torna um processo obrigatório. 

Continua depois da publicidade

Só que a tomada de decisão é algo bastante pessoal. Podendo variar de acordo com a cultura, nível de renda, momento financeiro atual ou sentimento de valor que cada indivíduo atribui para as diversas áreas da sua vida pessoal e financeira. 

Sendo assim, o analista financeiro da CELOS – Fundação Celesc de Seguridade Social, Leonardo Oliveira de Almeida, separou algumas dicas que vão te ajudar na hora de planejar o que fazer com esse dinheiro. Principalmente para que ele renda mais e você consiga, por exemplo, colocar as dívidas em dia. Confira: 

Bom momento para saldar dívidas: Utilizar o 13º salário para saldar dívidas é sempre uma boa escolha. Principalmente as com incidência de encargos financeiros, como cheque especial, cartão de crédito, empréstimos e financiamentos. 

>>LEIA MAIS: Equipe de Indaial busca mundial de Jiu-Jitsu em São Paulo

Se estiver em situação de inadimplência, procure negociar descontos e priorize as dívidas com taxas de juros mais altas. Mas, caso as prestações estejam em dia, você pode optar por antecipar parcelas futuras nos contratos em que houver abatimento nos juros. Dependendo da taxa de desconto, reduzir juros de empréstimos e financiamentos pode ser mais vantajoso que a maioria dos investimentos disponíveis. 

Vamos falar de investimentos?

O tema investimentos ainda é considerado complexo ou inacessível para uma parcela considerável da população brasileira. Que de forma equivocada vincula o termo investimento a quem possui grande expertise no assunto ou muito dinheiro para investir, o que não é verdade para ambas as afirmações. O fato é que nunca foi tão simples investir. 

Por exemplo, para quem possui plano de previdência complementar, esta é uma forma de investir o seu 13º e obter um resultado que lhe dê uma renda complementar, no momento em que estiver na condição de aposentado. Este é um tipo de investimento a longo prazo, porém com resultados que lhe atenderão num cenário onde você deseja conforto e tranquilidade.

Você já planejou seu próximo ano?

A chegada de um novo ano traz a sensação de renovação e disposição para realizar antigos projetos. Mas, também é um momento de muitas despesas sazonais características, como matrículas, material escolar e impostos como o IPTU e IPVA. Se você não constituiu uma reserva durante o ano, utilizar o 13º salário para cobrir essas despesas pode ser uma boa decisão. Evitando dores de cabeça quando as contas chegarem, além de obter descontos bastante atrativos para pagamento à vista. 

Presentes e festas de final de ano: Final de ano também é tempo de confraternizar, e se você manteve a disciplina no controle financeiro durante o ano, pode aproveitar esses momentos de confraternização com mais tranquilidade. Utilizando seu 13º salário para cobrir as despesas com o happy hour do trabalho, presentes de Natal e as festas de final de ano. 

Mas, é sempre bom recordar que o Natal não deve ser sinônimo de consumismo. Portanto, realize suas compras com consciência, afinal um presente não precisa ser caro para emocionar. Fazer lista de compras e comprar com antecedência são boas práticas para evitar os supérfluos ou as compras por impulso. Outra dica importante é optar pelo pagamento à vista, que além de garantir bons descontos, evita que você inicie um novo ano com parte da renda comprometida com parcelamentos.

Invista em você: Se seu orçamento está tranquilo, você já tem o hábito de investir ou possui uma reserva de emergência, separe parte do seu 13º para investir em você. Utilize para pagar um curso que deseja fazer, uma viagem de férias, conhecer um restaurante novo ou comprar algo que você deseja muito. Afinal de contas, o 13º é uma bonificação por um ano inteiro de trabalho e você merece satisfazer algum capricho. Entretanto, procure não utilizar o valor integral para o consumo, poupe parte do dinheiro para outras necessidades em períodos diferentes. 

Compartilhe nas suas redes sociais


Siga as redes sociais do Portal Misturebas
Instagram: Clique aqui ✅ Telegram: Clique aqui
✅ Facebook: Clique aqui  ✅ Youtube: Clique aqui


Sugestão de pauta

Mais notícias
Atendimento