Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Enfermeiro “salva” bicicleta de paciente em Teresina, Piauí

Enfermeiro “salva” bicicleta de paciente em Teresina, Piauí
Foto: Arquivo Pessoal

Evaldo escolheu a Enfermagem como profissão desde 2006.

As imagens de um profissional com a farda do Samu pedalando nas ruas de Teresina, no Piauí viralizou nas redes sociais na última quinta-feira (4).

Quem está por trás dessa história, que ocorreu em outubro de 2020, é o enfermeiro Evaldo Sales que demonstrou surpresa com toda a repercussão.

Continua depois da publicidade

O Enfermeiro contou que a bike era de um paciente que foi socorrido na Avenida Maranhão, mas disse que não podia ficar longe da bicicleta, pois “era a única coisa que tinha na vida”. Diante da situação, o socorrista resolveu “salvar” a bicicleta do paciente e a levou para um local seguro.

>> LEIA MAIS: PC identifica grupo criminoso responsável por fraudar laudo de vistoria de seguradora em SC

“O Samu foi acionado para um acidente de trânsito. Ao chegar lá, nos deparamos com um senhor de 50 ou 60 anos caído no chão. Mas ele não tinha sofrido acidente, estava sob efeito de álcool. Prestamos socorro e ele disse que não queria ser levado ao hospital ou ir na ambulância para não ficar longe da bicicleta, pois era a única coisa que tinha vida. Aí eu peguei a bicicleta dele e fui pedalando e a equipe foi acompanhando na ambulância até que deixamos os dois em um local seguro”, relembra o enfermeiro.

Evaldo escolheu a Enfermagem como profissão desde 2006. Atualmente, ele trabalha no Samu de Teresina, já passou pelo Hospital de Urgência de Teresina (HUT), e é professor em uma faculdade em Piripiri, no interior do estado, onde também já atuou no serviço de urgência e faz parte do Estratégia de Saúde da Família (ESF).

Sobre a repercussão do vídeo, que foi gravado por uma médica do Samu há mais de um ano, ele diz que é possível fazer a diferença com atitudes simples.

“O Samu tem muito isso, a Enfermagem tem muito isso de ajudar o próximo. Meu sentimento é de gratidão por ter ajudado com um gesto tão simples. Quando a gente vai socorrer alguém não é só a vida dele que está ali, tem toda uma história. Às vezes não temos tempo de saber mais, mas naquele dia deu certo e meu sentimento é de gratidão”, disse o enfermeiro que é natural de Joaquim Pires, no interior do Piauí.

 

 

 

 

Compartilhe nas suas redes sociais


Siga as redes sociais do Portal Misturebas
Instagram: Clique aqui ✅ Telegram: Clique aqui
✅ Facebook: Clique aqui  ✅ Youtube: Clique aqui


Sugestão de pauta

Mais notícias
Atendimento