Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Feminicídio: Mulher morta tinha medida protetiva contra ex-companheiro em Joinville

Feminicídio: Mulher morta tinha medida protetiva contra ex-companheiro em Joinville
Foto: Reprodução/Redes Sociais

A mulher foi morta 9 dias após denunciar o ex-companheiro por agressões que sofria. O caso é tratado pela Polícia Civil como feminicídio.

A mulher foi morta em Joinville, no Norte catarinense, no fim da tarde da última terça-feira, 26. A vítima tinha uma medida protetiva contra o ex-companheiro. 

O homem, de 42 anos, é suspeito de ter cometido o assassinato e a polícia fazia buscas por ele até a noite desta quarta (27). A vítima, Barbra Amorim Lacerda, tinha conseguido a medida protetiva quatro dias antes do homicídio. 

Continua depois da publicidade

Barbra foi assassinada a tiros na rua. Segundo a Polícia Militar, o suspeito não aceitava o fim do relacionamento. O caso é tratado pela Polícia Civil como feminicídio.

>>LEIA MAIS: 

Conforme a PM, na quinta-feira, 17, a vítima registrou um boletim de ocorrência contra o ex-companheiro por agressão. Essa violência teria ocorrido na noite anterior, quando o homem tentou estrangular Barbra e fez ameaças, de acordo com o relato da Polícia Militar.

Compartilhe nas suas redes sociais


Siga as redes sociais do Portal Misturebas
Instagram: Clique aqui ✅ Telegram: Clique aqui
✅ Facebook: Clique aqui  ✅ Youtube: Clique aqui


Sugestão de pauta

Mais notícias
Atendimento