Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Avanços na ciência permitem o primeiro transplante de rim animal em ser humano

Avanços na ciência permitem o primeiro transplante de rim animal em ser humano

O rim veio de um porco que havia sido geneticamente modificado para impedir que o órgão fosse reconhecido pelo corpo como "estranho" e rejeitado.

Que a medicina tem transformado o cenário dos pacientes não é nenhuma novidade, a ciência prova a todos os anos o tanto que é eficaz e capaz de descobrir novos métodos de salvar vidas. 

Desta vez, os médicos conseguiram um feito inédito e transplantaram o rim de um porco e o fizeram funcionar em um corpo humano. Os médicos pesquisadores, são do Instituto de Saúde Langone, da Universidade de Nova York.

Continua depois da publicidade

O receptor do transplante foi um paciente humano com morte cerebral declarada. A escolha por uma pessoa com essa condição se deu porque se trata de um teste, logo, não seria ético realizá-lo com uma pessoa consciente.

>>LEIA MAIS: Serpente venenosa é encontrada em residência de SC

A família do receptor, que desejava ser doador de órgãos, autorizou a cirurgia.

Usar porcos para transplantes não é uma ideia nova. As válvulas cardíacas de porco já são amplamente utilizadas em humanos. Seus órgãos também têm tamanhos semelhantes aos nossos.

A modificação genética no porco foi feita para que ele pudesse desenvolver um rim que fosse aceito por um corpo humano. Durante a cirurgia, o órgão foi ligado aos vasos sanguíneos do paciente na parte superior da perna, fora do abdômen, onde os pesquisadores observaram que ele estava funcionando.

Em entrevista ao New York Times, o professor de cirurgias de transplante da Escola de Medicina da Universidade Johns Hopkins Dorry Segev, relatou que se trata de um grande avanço, porém, que ainda é necessário observar qual será a longevidade do órgão para confirmar a eficácia do procedimento.

Avanços na ciência permitem o primeiro transplante de rim animal em ser humano
Foto: Equipe de médicos responsáveis pelo transplante
Compartilhe nas suas redes sociais


Siga as redes sociais do Portal Misturebas
Instagram: Clique aqui ✅ Telegram: Clique aqui
✅ Facebook: Clique aqui  ✅ Youtube: Clique aqui


Sugestão de pauta

Mais notícias
Atendimento