Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Investigação do roubo à banco de Aurora é concluído

Investigação do roubo à banco de Aurora é concluído
Foto: PCSC

Segundo as investigações, 9 participaram do crime; dentre eles um adolescente.

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação Criminal de Rio do Sul/SC, concluiu investigação criminal que apurou o crime de roubo a banco, ocorrido no dia 05 de fevereiro de 2021, em Aurora/SC. No dia 24 de junho, foi dado cumprimento de mandado de prisão e de busca e apreensão nos endereços dos últimos investigados, localizados na cidade de Joinville/SC.

No curso das investigações, os policiais conseguiram identificar os principais criminosos envolvidos no crime. Ao todo participaram da ação criminosa 09 pessoas, sendo uma delas um adolescente. Um dos criminosos foi morto em confronto com os policiais no dia do roubo, sendo que o restante encontra-se presos cautelarmente.

Continua depois da publicidade

Pelo que foi apurado nesta especializada, o planejamento do assalto se deu dentro do Presídio Regional de Joinville/SC, no interior da na mesma cela onde estão presos dois dos autores do roubo ocorrido no ano de 2020 na mesma agência alvo dos criminosos.

    >> LEIA MAIS: Polícia Civil deflagra operação Calabar e prende assaltantes de banco em Aurora

Os criminosos teriam alugado o armamento utilizado no crime de uma organização criminosa atuante em Santa Catarina, em troca de uma porcentagem do dinheiro subtraído no assalto. Cabe lembrar que em menos de 01 ano a mesma instituição bancária foi alvo dos criminosos, tendo o outro assalto ocorrido no dia 03/06/2020.

Os investigados foram indiciados pelo crime de Roubo Majorado pelo emprego de arma de fogo e integrar organização criminosa.

A OPERAÇÃO

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Rio do Sul, deflagrou na manhã desta quinta-feira, 9 de julho, a Operação Calabar, na repressão do roubo a banco. A ação resultou na prisão de quatro suspeitos, apreensão de R$ 10 mil, um veículo e diversos celulares.

Foram cumpridas 12 ordens judiciais – 04 prisões temporárias e outras 07 de busca e apreensão, assim como o sequestro de bens dos investigados. As ações ocorreram nas cidades de Aurora, Itapoá e Joinville. Participaram da operação cerca de 40 policiais civis, além do apoio do helicóptero (SAER) da Polícia Civil e de policiais de Joinville.

Segundo o delegado Thiago Cardoso Silva, o nome da operação é uma referência a Domingos Fernandes Calabar, considerado por muitos o maior traidor da história do país. Um dos presos de hoje é morador do interior do município de Aurora e teria recebido os criminosos do norte do Estado, auxiliando no alojamento e rota de fuga dos mesmo pelas estradas do interior daquela cidade.

Compartilhe nas suas redes sociais


Siga as redes sociais do Portal Misturebas
Instagram: Clique aqui ✅ Telegram: Clique aqui
✅ Facebook: Clique aqui  ✅ Youtube: Clique aqui


Sugestão de pauta

Mais notícias
Atendimento