Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Homem é preso em flagrante por feminicídio após ser atropelado em Santo Amaro da Imperatriz

Homem é preso em flagrante por feminicídio após ser atropelado em Santo Amaro da Imperatriz
Foto: Polícia Rodoviária Federal

A polícia suspeita que ele tenha se jogado contra o caminhão depois de ter matado a companheira

Na manhã de terça-feira (1°), um homem de 43 anos foi preso em flagrante no Hospital Regional de São José, na Grande Florianópolis, suspeito de assassinar a companheira horas antes de ser atropelado na BR 282, em Santo Amaro da Imperatriz.

A delegada regional de Palhoça, Michele Rebelo, diz suspeitar que o homem preso no hospital tenha se atirado contra o caminhão na manhã de terça, após assassinar a mulher de 38 anos na residência onde moravam com outros dois filhos.

Continua depois da publicidade

O suspeito ainda não prestou depoimento à polícia, mas foi encontrado um bilhete na residência que aumenta a suspeita do crime. Na mensagem, há uma orientação para que um familiar cuide da filha de 11 anos do casal junto da confissão do crime.

Ele segue internado em observação e deve se esclarecer à polícia no decorrer dos próximos dias. Segundo a delegada, o homem matou a companheira por asfixia.

A Polícia Civil relata que a filha encontrou a mãe morta na cama, no quarto do casal, na manhã de terça. Trabalhadores da empresa em que o homem atuava encontraram a cena do crime quando se deslocaram até a residência para comunicar o atropelamento dele.

Além da filha e do casal, o outro filho, de 18 anos, também morava no local. O jovem saiu de casa mais cedo e não percebeu o crime cometido pelo pai. Ele prestou depoimento na terça-feira. Além dos filhos que moravam com eles, o casal possui outros dois filhos maiores que não residem na cidade.

Michele diz que o homem não aceitava o fim do relacionamento. “Na noite anterior, o clima estava tranquilo na casa. Ele tinha levado flores para ela e estava tentando uma reconciliação porque eles já estavam em processo de separação e, ele não aceitava o término do relacionamento”

O irmão do suspeito está preso acusado de feminicídio contra a ex-mulher em outubro de 2018. A polícia relatou que na época, o homem esfaqueou 20 vezes a ex-mulher na clínica de fisioterapia onde a vítima se exercitava. Ao chegar no local, os policiais o encontraram portando a faca.

O sujeito confessou o crime, não reagiu e foi preso em flagrante pelo assassinato da ex mulher. A vítima tinha cinco filhos e cinco netos com o ex companheiro. Eles estavam separados há dois meses.

A Polícia Civil acredita que a motivação do crime tenha sido por conta dele não aceitar o término da relação.

Compartilhe nas suas redes sociais


Siga as redes sociais do Portal Misturebas
Instagram: Clique aqui ✅ Telegram: Clique aqui
✅ Facebook: Clique aqui  ✅ Youtube: Clique aqui


Sugestão de pauta

Mais notícias
Atendimento