Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Policial Civil é morto a facadas por filha e amiga em São Miguel do Oeste

Policial Civil é morto a facadas por filha e amiga em São Miguel do Oeste
Foto: Portal Peperi

O Instituto Geral de Perícias (IGP) foi acionado e realizou os trabalhos periciais na residência da vítima.

O corpo de Bombeiros e a Polícia Militar foram acionados por volta das 19h50min na última sexta-feira (15) após receberem informações de que um homem havia sido encontrado apresentando ferimentos pelo corpo.

O fato aconteceu na Rua Jorge Lacerda, no Bairro Agostini. Naquele local, em um dos quartos da casa, as equipes encontraram a vítima, Neife Luiz Werlang, já em óbito, apresentando vários ferimentos causados por arma branca. Neife tinha 46 anos, era Policial Civil e foi morto com pelo menos três facadas na região do pescoço.

Continua depois da publicidade

Corpo
Foto: Arquivo Pessoal

O jornalismo da Rádio 103 FM acompanhou o atendimento da ocorrência no local, no entanto, por solicitação da Polícia Civil, as informações sobre o caso só puderam ser divulgadas neste sábado (16). Os demais detalhes apurados pela reportagem no local do crime serão, neste momento, preservados, para que os trabalhos de investigação não sejam prejudicados.

>> LEIA MAIS: Roubo em Rio dos Cedros acaba em lesão corporal dolosa

INVESTIGAÇÃO

Após tomar conhecimento sobre os fatos, a Polícia Civil, através da Divisão de Investigação Criminal (DIC), iniciou imediatamente as diligências para investigar o caso. Os trabalhos, que iniciaram ainda na noite da última sexta (15), se estenderam durante a madrugada deste sábado (16) com interrogatórios, análise de elementos encontrados na residência e outras diligências.

CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA:

No início da noite da última sexta-feira (15), a Polícia Civil foi comunicada de que o Agente de Polícia Neife Luiz Werlang teria sido encontrado morto, por golpes de faca, em sua residência, no bairro Agostini, em São Miguel do Oeste/SC.

De imediato, os policiais civis de plantão e a equipe da DIC Fron SMO da PCSC se deslocaram até o local para iniciar as investigações. Foi identificado que o policial estaria caído em um dos cômodos da residência. Após diligências e investigações, a equipe da DIC apurou que duas adolescentes, entre elas a filha do policial, foram as responsáveis pelo crime.

Após apresentação das evidências, as adolescentes confirmaram que planejaram o ataque ao policial civil. O crime ocorreu com golpes de faca. A ocorrência foi formalizada em auto de apreensão de adolescentes, também com apoio da DPCAMI, com a custódia das adolescentes responsáveis e encaminhamento do procedimento ao Poder Judiciário.

O procedimento de polícia judiciária ainda terá seu curso de conclusão, com os laudos periciais e relatórios de investigação.

 

Compartilhe nas suas redes sociais


Siga as redes sociais do Portal Misturebas
Instagram: Clique aqui ✅ Telegram: Clique aqui
✅ Facebook: Clique aqui  ✅ Youtube: Clique aqui


Sugestão de pauta

Mais notícias
Atendimento