Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Procon de Santa Catarina recomenda que mercados e açougues não comercializem osso de boi

Procon de Santa Catarina recomenda que mercados e açougues não comercializem osso de boi
Foto: Caroline Borges

A recomendação foi feita em conjunto com a Acats, após imagem de placa em estabelecimento de Florianópolis viralizar.

Uma nota do Procon de Santa Catarina em conjunto com a Associação Catarinense de Supermercados (Acats) foi emitida recomendado que açougues e mercados não comercializem osso de boi. Essa ação foi realizada após a repercussão da foto de uma placa em um mercado de Florianópolis, onde cita “Osso R$ 4,00 kg. Osso é vendido e não dado”.

O aumento no valor dos alimentos limita as compras, de acordo com o órgão de defesa do consumidor. A carne teve a maior alta de preço nos últimos 25 anos. Devido a isso, o Procon entende que os ossos do animal devem ser doados, como sempre foram, pois a cobrança por eles fere o Código de Defesa do Consumidor por exigir a ‘vontade manifesta excessiva’.

Continua depois da publicidade

>>LEIA MAIS: Café Musical acontece no dia 17 de outubro em Timbó

O diretor do Procon de Santa Catarina, Tiago Silva, comenta que a atitude é desumana.

“No momento de crise que estamos vivendo é até desumano que esses estabelecimentos estejam cobrando por ossos”

Com informações de NSC Total

Compartilhe nas suas redes sociais


Siga as redes sociais do Portal Misturebas
Instagram: Clique aqui ✅ Telegram: Clique aqui
✅ Facebook: Clique aqui  ✅ Youtube: Clique aqui


Sugestão de pauta

Mais notícias
Atendimento