Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Jovem é preso após relatar à PM ter matado o pai, acusado de pedofilia, com facada e enforcamento

Jovem é preso após relatar à PM ter matado o pai, acusado de pedofilia, com facada e enforcamento
Fotos: PM

A prisão ocorreu em Porto Belo, após o jovem ser flagrado fazendo manobras perigosas com um carro no estacionamento de uma danceteria. Dinheiro, drogas e facas foram encontradas no veículo do autor, que deixou um recado na porta da geladeira da casa onde matou o pai.

Na manhã de quarta-feira (29), um jovem de 19 anos foi preso após confessar ter matado o pai, a quem acusou de pedofilia, com uma facada e enforcamento. A apreensão ocorreu após R.L.P. ser visto fazendo manobras perigosas no estacionamento da danceteria Hakko Clube, na Avenida Governador Celso Ramos, em Porto Belo, Litoral Norte catarinense.

Segundo a guarnição, os policiais foram informados via What’s App por um agente de folga sobre um VW SpaceFox fazendo manobras perigosas no estacionamento da danceteria. Ao chegar no local, a PM se deparou com o jovem saindo do estacionamento, o abordando logo em seguida. Ele estava sob efeito de entorpecentes e a todo momento dizia estar sendo perseguido. Ao ser questionado sobre o que fazia no local, ele não soube o que dizer. Sobre o uso de drogas, o envolvido disse ter usado cocaína.

Continua depois da publicidade

Uma revista veicular foi realizada no carro, onde os policiais encontraram R$ 23.792,00 em espécie. Além do dinheiro, uma quantidade pequena de drogas foi localizada, três buchas esfareladas, e duas facas. O jovem então confessou à PM ter matado o pai com uma facada no abdômen e o enforcado na terça-feira (28), sendo que uma das facas encontradas no veículo foi a utilizada no homicídio.

Sobre o valor em espécie encontrado, o autor não quis informar sobre a procedência. O veículo foi recolhido ao pátio conveniado e passará por perícia. Ao consultar a placa, os agentes constataram que o carro possui registro de roubo/furto.

Em contato com a Polícia Civil de Tijucas, foi confirmado o homicídio contra S.L.P. de 56 anos, registrado às 21h54 de terça-feira. O jovem foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Tijucas após passar pelo exame de corpo de delito, realizado no Instituto Médico Legal (IML) de Balneário Camboriú.

>> LEIA MAIS: Homens fogem após colisão entre dois veículos na SC 110 em Ituporanga

Homicídio

S.L.P. foi encontrado no quarto da casa, localizada na Rua Inês Witkoski, em Tijucas, com as calças abaixadas e com uma sacola na cabeça. Na geladeira da residência, estava o recado “pedófilo é forca”, deixado pelo autor do homicídio, filho da vítima. O corpo foi encontrado por um vizinho, que percebeu a ausência do homem e passou a procurá-lo. O vizinho chamou a vítima várias vezes em frente ao local, mas não foi atendido. Ele então pulou o muro, entrou na residência e encontrou o homem morto.

O jovem, após matar o pai, fugiu levando o seu carro. O homem assassinado possuía registros policias pelos crimes de ameaça, porte ilegal de arma de fogo, violência contra a mulher, omissão de socorro, lesão corporal e direção sob efeito de álcool.

 

 

Compartilhe nas suas redes sociais


Siga as redes sociais do Portal Misturebas
Instagram: Clique aqui ✅ Telegram: Clique aqui
✅ Facebook: Clique aqui  ✅ Youtube: Clique aqui


Sugestão de pauta

Mais notícias
Atendimento