Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Pacientes entre 18 e 44 anos com comorbidades serão vacinados contra o Covid-19 em Apiúna

Pacientes entre 18 e 44 anos com comorbidades serão vacinados contra o Covid-19 em Apiúna
Fotos: Prefeitura de Apiúna

Vacinação deste grupo irá ocorrer nos dias 09 e 10 de junho.

Nos dias 09 e 10 de junho, Apiúna irá vacinar contra Covid-19 pessoas entre 18 e 44 anos com comorbidades.

Confira abaixo a lista de comorbidades, datas, locais e horários que irão ocorrer as aplicações das doses.

Continua depois da publicidade

DIA 09 DE JUNHO ESF CENTRO 01 E ESF CENTRO 02

  • Das 08h às 15h30min no Centro de Eventos da rua São Paulo (sistema drive-thru)

DIA 10 DE JUNHO

  • ESF Subida – Das 08h às 10h
  • ESF Santa Rosa – Das 11h às 12h
  • Capela Salão – 13h30min às 14h
  • ESF Vargem Grande – 14h30min às 16h

Confira a lista de comorbidades:

  •  Diabetes mellitus – Qualquer indívíduo com diabetes;
  •  Pneumopatias crônicas graves – Indivíduos com pneumopatias graves incluindo doença pulmonar obstrutiva crônica, fibrose cística, fibroses pulmonares, pneumoconioses, displasia broncopulmonar e asma grave (uso recorrente de corticoides sistêmicos, internação prévia por crise asmática);
  •  Hipertensão arterial resistente (HAR) – HAR: Quando a pressão arterial (PA) permanece acima das metas recomendadas com o uso de três ou mais anti-hipertensivos de diferentes classes, em doses máximas preconizadas e toleradas, administradas com frequência, dosagem apropriada e comprovada adesão ou PA controlada em uso de quatro ou mais fármacos anti-hipertensivos;
  •  Hipertensão arterial estágio 3 – OA sistólica > 180mmHg e/ou diastólica > 110mmHg independente da presença de lesão em órgão-alvo (LOA) ou comorbidade;
  •  Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade – PA sistólica entre 140 e 179mmHg e/ou diastólica entre 90 e 109mmHg na presença de lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade;
  •  Insuficiência cardíaca (IC) – IC com fração de ejeção reduzida, intermediária ou preservada; em estágios B, C ou D, independente de classe funcional da New York Heart Association;
  •  Cor-pulmonale e hipertensão pulmonar – Cor-pulmonale crônico, hipertensão pulmonar primária ou secundária;
  •  Cardiopatia hipertensiva – Cardiopatia hipertensiva (hipertrofia ventricular esquerda ou dilatação, sobrecarga atrial e ventricular, disfunção diastólica e/ou sistólica, lesões em outros órgãos-alvo);
  •  Síndrome coronarianas – Síndromes coronarianas crônicas (Angina Pectoris estável, cardiopatia isquêmica, pós Infarto Agudo do Miocárdio, outras);
  •  Valvopatias – Lesões valvares com repercussão hemodinâmica ou sintomática ou com comprometimento miocárdico (estenose ou insuficiência aórtica; estenose ou insuficiência mitral; estenose ou insuficiência pulmonar; esteneose ou insuficiência tricúspide e outras);
  •  Miocardites e Pericardiopatias – Miocardiopatias de quaisquer etiologias ou fenótipos; pericardite crônica; cardiopatia reumática;
  •  Doença da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas – Aneurismas, dissecções, hematomas da aorta e demais grandes vasos;
  •  Arritmias cardíacas – Arritmias cardíacas com importância clínica e/ou cardiopatia associada (fibrilação e flutter atriais e outras);
  •  Cardiopatias congênita no adulto – Cardiopatias congênitas com repercussão hemodinâmica, crises hipoxêmicas; insuficiência cardíaca; arritmias; comprometimento miocárdico;
  •  Prótese valvares e dispositivos cardíacos implantados – Portadores de próteses valvares biológicas ou mecânicas; e dispositivos cardíacos implantados (marca-passos, cardio desfibriladores, ressincronizadores, assistência circulatória de média e longa permanência);
  •  Doença cerebrovascular – Acidente vascular cerebral isquêmico ou hemorrágico; ataque isquêmico transitório; demência vascular;
  •  Doença renal crônica – Indivíduos transplantados de órgão sólido ou de medula óssea; pessoas vivendo com HIV e CD4 <350 células/mm3; doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente > 10 mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticoide e /ou ciclofosfamida; demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias; pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últomos 6 meses, neoplasias hematológicas;
  •  Imunossuprimidos – Indivíduos transplantados de órgão sólido ou de medula óssea; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente > 10mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticoide e/ou ciclofostamida; demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias; pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses; neoplasias hermatológicas.
  •  Anemia falciforme – Anemia falciforme;
  •  Obesidade mórbida – (IMC) > 40;
  •  Síndrome de down – Trissomia do cromossomo 21;
  •  Cirrose hepática – Child-Pugh A, B ou C. Os seguintes documentos poderão ser considerados para fins de comprovação da condição (comorbidade) conforme Nota Técnica Nº 016 GEVIM/DIVE/SUV/SES:
  •  Cadastros já existentes nas Unidades de Saúde ou outros serviços dos municípios que comprovem a condição de risco (comorbidade);
  •  Atestado médico ou relatório médico com a indicação da condição da pessoa, contendo a descrição do CID e prazo de validade de 1 ano para as prescrições de medicamentos de uso não controlados;
  •  Atestado médico ou relatório médico com a indicação da condição da pessoa;
  •  Prescrição médica ou exames ou receitas que deixem claro a condição da pessoa considerando o prazo de validade de 1 ano para as prescrições de medicamentos de uso não controlados.

 

Compartilhe nas suas redes sociais


Siga as redes sociais do Portal Misturebas
Instagram: Clique aqui ✅ Telegram: Clique aqui
✅ Facebook: Clique aqui  ✅ Youtube: Clique aqui


Sugestão de pauta

Mais notícias
Atendimento