Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Polícia investiga dois suspeitos por furtar cerca de R$ 2 milhões do chão

Polícia investiga dois suspeitos por furtar cerca de R$ 2 milhões do chão
Foto Divulgação

Suspeitos aproveitaram e pegaram dinheiro deixado para trás pelos assaltantes do Banco do Brasil em Criciúma

O caso ocorreu na madrugada do dia 30 de novembro para 1° de dezembro de 2020, quando o Banco do Brasil foi assaltado por 30 homens na cidade de Criciúma. A Polícia Civil (PC) investiga dois suspeitos que se aproveitaram da situação e furtaram cerca de R$ 2 milhões do chão das ruas da cidade.

O Delegado Carlos Emílio, afirma que os homens tiraram proveito da situação criada pelos assaltantes do banco e furtaram o dinheiro deixado para trás nas ruas próximas ao Banco do Brasil. De acordo com ele, os dois suspeitos aparecem em vídeos recolhendo boa parte do dinheiro no chão.

Continua depois da publicidade

Ainda não foi possível identificar os envolvidos nas filmagens.

No dia do assalto, outras quatro pessoas foram detidas em um apartamento por furtarem o dinheiro do chão. Elas foram pegas com mais de R$ 810 mil escondidos em uma mala.

Relembre o caso:

O fato ocorreu na madrugada do dia 1° de dezembro de 2020. Cerca de 30 homens fortemente armados cercaram a região central de Criciúma, assaltaram o Banco do Brasil, fizeram reféns e balearam um policial militar que ficou dois meses internado.

A investigação e prisões já ocorrem. A justiça autorizou 16 prisões em fevereiro deste ano, das quais 15 já foram efetivadas, um suspeito ainda permanece foragido. A PC espera o indiciamento de outros criminosos que possuem envolvimento com facções criminosas de São Paulo.

Compartilhe nas suas redes sociais


Siga as redes sociais do Portal Misturebas
Instagram: Clique aqui ✅ Telegram: Clique aqui
✅ Facebook: Clique aqui  ✅ Youtube: Clique aqui


Sugestão de pauta

Mais notícias
Atendimento