Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Santa Catarina mantém a menor taxa de desemprego do país

Santa Catarina mantém a menor taxa de desemprego do país
Foto: Renan Medeiros/Secom

Estado registrou a taxa de 6,2%, menos que a metade da brasileira de 14,7%.

Santa Catarina mantém índices acima da média nacional em relação ao emprego. No primeiro trimestre deste ano, o Estado registrou a menor taxa de desocupação do país (6,2%), menos que a metade da brasileira (14,7%).

Os dados foram divulgados nesta quinta-feira, 27 de maio, na PNAD Contínua trimestral, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Continua depois da publicidade

“Esse resultado é mais um indicador que demonstra a força da economia catarinense e aponta que estamos no caminho certo. Nosso trabalho é garantir segurança para atrair investimentos e permitir que o setor produtivo se desenvolva e gere oportunidades e crescimento. Vamos seguir atuando para fomentar esse cenário a garantir a competitividade das empresas do nosso Estado”, destacou o governador Carlos Moisés.

Santa Catarina também se destaca na taxa de informalidade entre as pessoas ocupadas. No Brasil, o índice nesta análise ficou em 39,6%. O estado teve a menor taxa de informalidade entre as unidades da federação, com 27,7%, seguido por Distrito Federal (29,3%) e São Paulo (29,5%). Os maiores percentuais foram registrados no Maranhão (61,6%), Amazonas (59,6%) e Pará (59,0%).

Continua depois da publicidade

Misturebas - Anúncio

“Somos um estado diferenciado, temos aqui os melhores índices de emprego e crescimento dos setores como indústria, comércio e serviços. Nosso desafio como gestores é trabalhar com políticas públicas para a manutenção do emprego e, consequentemente, a manutenção destes altos índices que mantém Santa Catarina no topo. E com todo o empenho de uma gestão focada e com apoio do setor produtivo temos conseguido manter esta liderança mesmo em meio ao enfrentamento da pandemia. Seguimos trabalhando para a manutenção da saúde e do emprego das pessoas”, destaca o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Luciano Buligon.

De acordo com a pesquisa, o número de desocupados em Santa Catarina chegou a 228 mil pessoas no primeiro trimestre de 2021. Na comparação com o mesmo período do ano anterior, a variação foi de 6,0%.

“Com este cenário, a taxa de desocupação, que mede a proporção de desocupados em relação ao total da população economicamente ativa, subiu de 5,3%, no último trimestre de2020, para 6,2% neste primeiro trimestre de 2021, portanto, a diferença de 0,9 pontos percentuais. Na comparação com igual trimestre do ano anterior, a variação foi de 0,6 p.p. Ainda assim, Santa Catarina manteve a menor taxa de desocupação do país. Distante do segundo lugar, o Rio Grande do Sul, cuja taxa é de 9,2% e, mais distante ainda, da média nacional de 14,7%”, analisa o economista da SDE, Paulo Zoldan.

Maior percentual com carteira assinada

E o resultado para Santa Catarina não foi diferente quando se trata do número de empregados com carteira de trabalho assinada no setor privado. O Estado apresentou o maior percentual do país no primeiro trimestre de 2021, 88,4%. Na sequência estão Rio Grande do Sul (84,7%), Paraná (83,8%) e São Paulo (82,7%). Os menores índices foram registrados no Maranhão (48,0%), Piauí (54,5%) e Pará (54,6%), enquanto a média brasileira ficou em 75,3%.

LEIA TAMBÉM: Defesa Civil de Ascurra participa de Reunião da Regional Vale do Itajaí

Quanto ao percentual de pessoas desalentadas, que estão fora do mercado, mas fazem parte da força de trabalho potencial, o Estado catarinense ainda conta com a menor taxa, 1,1%, enquanto o Brasil registrou 5,6% no primeiro trimestre.

Em 2020

De acordo com o Governo do Estado, quando se trata da taxa média anual de desocupação em 2020, Santa Catarina também apresentou a mais baixa do país (6,1%), seguida por Rio Grande do Sul (9,1%), Paraná (9,4%) e Mato Grosso (9,7%). As maiores foram observadas na Bahia (19,8%), Alagoas (18,6%) e Sergipe (18,4%).

Compartilhe nas suas redes sociais


Siga as redes sociais do Portal Misturebas
Instagram: Clique aqui ✅ Telegram: Clique aqui
✅ Facebook: Clique aqui  ✅ Youtube: Clique aqui


Sugestão de pauta

Mais notícias
Atendimento