Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Operação cumpre mandados contra organização envolvida no transporte clandestino de passageiros

Operação cumpre mandados contra organização envolvida no transporte clandestino de passageiros
Fotos: PCSC

Além de cidades no Pará, estão sendo cumpridos mandados em São José e Florianópolis.

Nesta terça-feira, 25 de maio, a Polícia Civil de Santa Catarina em apoio a Polícia Civil do Paraná cumpriu mandados de busca em investigação contra organização criminosa envolvida no transporte clandestino de passageiros.

A ação foi por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de São José, juntamente com a Delegacia de Polícia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI/PCSC) da Capital, em apoio a Delegacia de Delitos de Trânsito (DEDETRAN/PCPR).

Continua depois da publicidade

Misturebas - Anúncio

Em Santa Catarina os mandados foram cumpridos nas cidades de São José e Florianópolis. Mas, houve também cumprimento de mandados nas cidades de Belém e Ananindeua, no estado do Pará, o qual foi cumprido pela Polícia Civil daquele Estado.

Dois dos envolvidos foram conduzidos para DIC de São José, onde foram interrogados sobre os fatos.

Continua depois da publicidade

Misturebas - Anúncio

Os envolvidos estão relacionados ao tombamento de um ônibus de turismo, ocorrido em janeiro na BR-376, em Guaratuba, Litoral do Paraná, onde 19 pessoas morreram. Na ocasião, o veículo, que transportava 54 pessoas, colidiu em uma mureta de contenção, tombou e caiu na ponte do Rio da Santa.

Segundo apontou as investigações da Polícia Paranaense, o motorista do veículo estava dirigindo em alta velocidade e o freio estava funcionando parcialmente no momento do acidente, sendo a falta de manutenção adequada do veículo uma das causas determinantes para o tombamento.

LEIA TAMBÉM: Residência desaba após explosão em Jurerê

Conforme ainda apurado, as informações constantes na licença de viagem, feita pela empresa responsável pelo transporte e emitida pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), não correspondem à realidade. Com base nos fatos, a PCPR constatou que não se tratou de uma viagem sob a modalidade de fretamento turístico ou fretamento eventual, e sim de transporte clandestino de passageiros.

As empresas são responsáveis por se associar e agir de forma reiterada, prestando serviço clandestino aos passageiros.

Compartilhe nas suas redes sociais


Siga as redes sociais do Portal Misturebas
Instagram: Clique aqui ✅ Telegram: Clique aqui
✅ Facebook: Clique aqui  ✅ Youtube: Clique aqui


Sugestão de pauta

Mais notícias
Atendimento