Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Segurança Institucional do PJSC alerta para novo golpe no pagamento de fianças

Segurança Institucional do PJSC alerta para novo golpe no pagamento de fianças
Foto: TJSC

Golpistas entram em contato com familiares de presos e cobram uma suposta fiança para soltura.

O Núcleo de Inteligência e Segurança Institucional do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (NIS/TJSC) identificou, nas últimas semanas, novas práticas de golpe em que os estelionatários se utilizam do nome do Poder Judiciário catarinense.

O crime ocorre da seguinte forma: os golpistas obtêm informações de pessoas recentemente presas em flagrante e acessam banco de dados para obter nome e telefone de parentes próximos.

Continua depois da publicidade

Misturebas - A informação ao seu alcance!

Ao se passar por servidores do Judiciário, juízes ou promotores, entram em contato com os familiares dos presos e falam que, em suposta audiência de custódia, foi estipulada uma fiança para soltura e que o valor deve ser depositado ou transferido. Informam tratar-se de um depósito judicial, mas alegam que a conta da comarca ou Tribunal está com problemas e que o pagamento pode ser feito na conta informada, mesmo não oficial e em nome de terceiros.

LEIA TAMBÉM: Arsenal de armas é apreendido pela Polícia Militar Ambiental em Jaraguá do Sul

Conforme informações do TJSC, até o momento foram registrados casos nas cidades de Criciúma e Jaraguá do Sul.

O NIS/TJSC, sob a coordenação do desembargador Sidney Eloy Dalabrida, está atento à nova prática criminosa, já adotou todas as medidas cabíveis e está de prontidão para novos casos eventualmente registrados. Com a ocorrência de algum tipo de pagamento, as vítimas devem registrar boletim de ocorrência na Polícia Civil local.

Compartilhe nas suas redes sociais


Siga nossas redes sociais
Instagram: Clique aqui ✅ Telegram: Clique aqui
✅ Facebook: Clique aqui  ✅ Youtube: Clique aqui


Sugestão de pauta


Mais notícias
Atendimento