Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Mulher é morta em casa com quatro tiros na cabeça, em Camboriú

Mulher é morta em casa com quatro tiros na cabeça, em Camboriú
Fotos: Redes Sociais

O principal suspeito do crime seria o namorado da vítima, que teria pulado o muro da residência para cometer o crime

Santa Catarina registrou mais uma morte por conta da violência doméstica na noite de domingo, 27 de setembro. Desta vez, o crime ocorreu em Camboriú, no Litoral Norte do Estado.

A vítima, uma mulher 29 anos, foi executada com quatro tiros na cabeça. O namorado dela, de 35 anos, é o principal suspeito.

Continua depois da publicidade

Misturebas - A informação ao seu alcance!

O crime ocorreu dentro da casa da mulher, na rua Tereza Evangelista Gonçalves, no bairro Tabuleiro, por volta das 20h. De acordo com a Polícia Civil, o homem, que não teve a identidade divulgada, chegou ao local em um carro Volvo preto, pulou o muro da residência e disparou os tiros. Ele fugiu do local logo depois.

Responsável pelas investigações, o delegado Gustavo Reis vai ouvir nesta segunda-feira, dia 28, algumas testemunhas. Vizinhos e familiares da vítima e do suspeito vão até a delegacia prestar depoimento nesta tarde.

Continua depois da publicidade

AGWP

A dinâmica, motivação e detalhes do crime não foram divulgados pela polícia, mas o caso é investigado como feminicídio, já que a condição de gênero teria sido determinante no caso.

“A gente está apurando melhor as informações. Já foi instaurado o inquérito, mas está muito recente ainda. A gente vai começar a ouvir as testemunhas hoje [..] na semana vou ter mais informações”, disse Reis.

Polícia investiga se criança viu crime

No local do crime, testemunhas disseram que uma criança com síndrome de Down, que morava na casa, viu a cena. Nas redes sociais, a informação foi replicada. A Polícia Civil investiga o fato.

Continua depois da publicidade

Misturebas - A informação ao seu alcance!

Nesta manhã, o capitão Rafael Zancanaro, do 12º Batalhão de Polícia Militar, não confirmou a informação. “Não é verdade”, disse o policial ao ser questionado.

“Algumas testemunhas disseram que viram uma criança no local. À princípio, seria filha da vítima, de sete anos”, disse o delegado Reis.

LEIA TAMBÉM: Jovens mortos em acidente na BR-470 em Blumenau são identificados

Feminicídios na cidade

Em 2020, ao menos duas outras mulheres foram vítimas de feminicídio em Camboriú. O primeiro crime ocorreu em abril, quando um policial militar aposentado matou a ex-companheira e depois se suicidou. Neiva Mendes, de 54 anos, morreu na hora.

Em julho, Leonice Alexandrina Teixeira Bechtold também foi vítima de um crime praticado pelo ex-companheiro. Após fazer as malas para deixar a casa que dividia com Ricardo Ralf, 34 anos, ela foi morta com dois tiros na cabeça pelo homem. Seu executor também se suicidou após o crime.

 

Fonte: ND Mais
Compartilhe nas suas redes sociais


Redação Misturebas

Seja o repórter e nos envie fotos e dados!
WhatsApp Chat: http://abre.ai/grupomisturebas
Instagram: instagram.com/portalmisturebas
Telegram: https://t.me/misturebas

Portal Misturebas – A informação ao seu alcance | 13 anos ®️


Sugestão de pauta


Mais notícias
Atendimento