Mais de 70 pinguins são encontrados mortos em praias de Florianópolis

Mais de 70 pinguins são encontrados mortos em praias de Florianópolis
Fotos: Rodrigo Tiburski/R3 Animal

As aves apresentavam marcas nas nadadeiras, que sugerem interação com petrechos de pesca

Equipes do PMP-BS (Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos) encontraram 71 pinguins-de-Magalhães (Spheniscus magellanicus) mortos entre as praias do Santinho e do Moçambique, em Florianópolis. O número corresponde aos animais encontrados ao longo do sábado, 27 de junho, típico de inverno.

As aves apresentavam marcas nas nadadeiras, que sugerem interação com petrechos de pesca. Apenas um pinguim foi encontrado vivo.

Continua depois da publicidade

Misturebas - A informação ao seu alcance!

Na praia do Moçambique, um dos locais monitorados pelo projeto da R3 Animal na Ilha de Santa Catarina, foram encontrados 59 pinguins mortos e um vivo. Na praia do Santinho havia 11 aves mortas. Uma delas estava com um pedaço de rede de pesca preso ao corpo.

Os animais foram resgatados pela técnica de monitoramento Amanda Fernandes e pelo monitor Rodrigo Tiburski, que acompanhavam o trecho Norte. O sobrevivente foi encaminhado para reabilitação e os mortos para necropsia, no CePRAM/R3 Animal (Centro de Pesquisa, Reabilitação e Despetrolização de Animais Marinhos).

Continua depois da publicidade

Misturebas - A informação ao seu alcance!

Segundo a médica veterinária Janaína Rocha Lorenço, as análises sugerem que os pinguins ficaram presos em.

“Até agora, todos os pinguins que passaram por necropsia a causa provável de morte é asfixia/afogamento, com apteria em aletas (falha de penas nos membros torácicos), congestão generalizada e miopatia de captura (alterações fisiológicas desencadeadas no corpo por ficarem tentando se soltar por bastante tempo)”, explicou Janaína.

De 10 de junho até esta sexta-feira, dia 26, a R3 Animal havia resgatado 147 pinguins-de-Magalhães nas praias da Ilha de Santa Catarina. Destes, 11 estão em reabilitação, junto com outros 15 resgatados e estabilizados pelos parceiros de PMP-BS (Univali, Udesc e Univille).

Captura incidental

Além da problemática do plástico descartado nos oceanos e confundido com alimento, a captura incidental é uma das causas de morte mais comuns em animais marinhos.

A R3 Animal monitora diariamente as praias da faixa Leste da Ilha, entre as praias Brava e da Solidão, exceto a Lagoinha do Leste, monitorada semanalmente a pé. As outras praias da Ilha são atendidas via acionamento pelo telefone 0800 642 3341, das 7h às 17h.

 

Fonte: ND Mais
Compartilhe nas suas redes sociais


Redação Misturebas

Seja o repórter e nos envie fotos e dados!
http://bit.ly/FalecomPORTALMISTUREBAS

Siga nosso instagram
✅ Instagram: instagram.com/portalmisturebas

Participe do nosso grupo no WhatsApp
✅ WhatsApp: http://abre.ai/grupomisturebas
Portal Misturebas – A informação ao seu alcance | 12 anos®


Sugestão de pauta

Deixe um comentário.


Receba as novidades no seu email


Mais notícias
Atendimento
error: Conteúdo bloqueado