Produtos roubados são apreendidos em depósito no Norte de SC

Produtos roubados são apreendidos em depósito no Norte de SC

Os produtos estavam no depósito de três unidades de uma rede supermercados nas cidades de Guaramirim, Schroeder e Massaranduba.

Uma série de produtos alimentícios com registro de roubo foram apreendidos na manhã desta sexta-feira, 21 de fevereiro, no Norte do Estado. Os produtos estavam no depósito de três unidades de uma rede supermercados nas cidades de Guaramirim, Schroeder e Massaranduba.

De acordo com o delegado Augusto Brandão, as investigações tiveram início após uma abordagem que identificou que, em um dos depósitos, estava sendo descarregada uma carga de cerveja sem nota fiscal. Em contato com os donos dos produtos, a polícia constatou que a carga, na verdade, havia sido roubada este ano, no Paraná.

Continua depois da publicidade

Misturebas - A informação ao seu alcance!

A polícia, então, foi acionada e encaminhou os responsáveis pela descarga para Central de Polícia, onde prestaram depoimento. Um deles, segundo o delegado, já tinha uma mandado de prisão em aberto e estava foragido.

Após o episódio, a polícia fez novas buscas e encontrou dois produtos – uma marca de macarrão e batata palha – que também haviam sido roubados no Paraná, mas em 2019. Os alimentos estavam no mesmo depósito e haviam sido distribuídos em três unidades da mesma rede de supermercados.

Continua depois da publicidade

Misturebas - A informação ao seu alcance!

“Com isso, foram coletadas todas as provas, o que aponta indícios de uma receptação qualificada. Porém, o inquérito ainda está em andamento e, ao final, será decidido o indiciamento ou não”, explica o delegado.

De acordo com a polícia, a contabilização dos produtos ainda está sendo realizada. Mas, até o momento, já foram apreendidos 675 caixas de cerveja, 1.620 pacotes de batata palha e mais de 10 mil pacotes de macarrão.

“Após o término da contagem, o termo de apreensão será finalizado. Além disso, já entramos em contato com os donos dos produtos, que vão disponibilizar caminhões para o recolhimento das cargas”, conta o delegado.

Brandão salienta, ainda, que o mercado alegou que comprou os produtos de uma pessoa, mas que não apresentou a nota fiscal. Além disso, a polícia afirma que as marcas dos produtos não tem relação com o caso e que todos os alimentos estavam próprios para o consumo.

O nome do supermercado não foi divulgado.

 

Fonte: ND Mais | Por Luana Amorim | Fotos: Juan Todescatt
Compartilhe nas suas redes sociais


Redação Misturebas

Seja o repórter e nos envie fotos e dados!
http://bit.ly/FalecomPORTALMISTUREBAS

Siga nosso instagram
✅ Instagram: instagram.com/portalmisturebas

Participe do nosso grupo no WhatsApp
✅ WhatsApp: http://abre.ai/grupomisturebas
Portal Misturebas – A informação ao seu alcance | 12 anos®


Sugestão de pauta

Deixe um comentário.


Receba as novidades no seu email


Mais notícias
Atendimento
error: Conteúdo bloqueado