Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Itajaí assume compromisso para implantar base da indústria naval de defesa em SC

Itajaí assume compromisso para implantar base da indústria naval de defesa em SC

A entrada da indústria de construção naval de defesa pode abrir espaço para novos projetos do setor, e reativar o polo catarinense.

A Itajaí Participações, empresa pública para captação de investimentos em Itajaí, assina com a Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc) e a Empresa Gerencial de Projetos Navais da Marinha do Brasil (Emgepron), nesta sexta-feira, um memorando de entendimentos para implantação de um cluster da indústria naval da defesa no Estado. O documento funciona como um protocolo de intenções para fortalecer a indústria catarinense diante das novas demandas que surgirão a partir do início das atividades do Consórcio Águas Azuis, que construirá em Itajaí quatro corvetas para a Marinha – um projeto de US$ 2 bilhões.

A assinatura ocorre durante a SC Expo Defense, feira de oportunidades no setor de defesa que abre nesta sexta em Florianópolis, organizada pelo Comitê da Indústria de Defesa de Santa Catarina (Comdefesa). O prefeito Volnei Morastoni (MDB) representa Itajaí.

Continua depois da publicidade

Misturebas - A informação ao seu alcance!

A construção das corvetas em Itajaí é um dos grandes projetos atuais das forças armadas. A previsão é que o contrato resulte em 2 mil empregos diretos, no auge da produção – um alívio para o setor da indústria naval offshore, que foi sugado pela crise do petróleo e pelo desmonte dos projetos da Petrobras que resultou da operação Lava Jato.

O polo da indústria de construção naval offshore catarinense, que se concentra em Itajaí e Navegantes, chegou a empregar 10 mil pessoas há menos de uma década. Hoje, não há mais do que 1,5 mil trabalhadores ativos.

Continua depois da publicidade

Misturebas - A informação ao seu alcance!

A entrada da indústria de construção naval de defesa pode abrir espaço para novos projetos do setor, e reativar o polo catarinense. O contrato com o Consórcio Águas Azuis prevê transferência de tecnologia – as corvetas são inspiradas no modelo alemão Meko A100.

 

Fonte: NSC | Por Dagmara Spautz | Foto: Marinha do Brasil
Compartilhe nas suas redes sociais


Redação Misturebas

Seja o repórter e nos envie fotos e dados!
WhatsApp Chat: http://abre.ai/grupomisturebas
Instagram: instagram.com/portalmisturebas
Telegram: https://t.me/misturebas

Portal Misturebas – A informação ao seu alcance | 13 anos ®️

publicidade

AGWP

Sugestão de pauta


Mais notícias
Atendimento