Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Trote com calouros obrigados a simular sexo causa repercussão enorme em SC

Trote com calouros obrigados a simular sexo causa repercussão enorme em SC

Um trote com calouros aplicado por estudantes de Odontologia da Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc), em Joaçaba, está gerando muita repercussão nas redes sociais. As cenas humilhantes mostram estudantes simulando sexo uns com os outros e foram gravadas fora da universidade.

Os alunos veteranos descumpriram a portaria existente na Unoesc desde 2013, que proíbe trotes que ofendam a dignidade e a integridade física, moral e psicológica dos alunos, causem constrangimento, que exponham, de forma vexatória ou ainda impliquem em pedido de doação de bens ou dinheiro.

Continua depois da publicidade

Misturebas - A informação ao seu alcance!

Unoesc disse que tomará providências

Em nota, a Unoesc informou que não compactua com trotes violentos e humilhantes e disse que tomará providências. A instituição também orientou os alunos que se sentirem ofendidos ou intimidados a entrarem em contato com a coordenação do curso.

“A sociedade de hoje quer pessoas que tenham empatia e que respeitem seu próximo. Por isso, a Portaria n. 31/UNOESC-R/2013 incentiva a prática de trotes educativos e solidários”.

Continua depois da publicidade

Misturebas - Anúncio

O documento aponta que as sanções previstas aos alunos pode ser pagamento de multa e/ou suspensão das atividades letivas na Universidade.

DCE lamentou o episódio

Por meio de nota, o DCE (Diretório Central dos Estudantes) da Unoesc disse que lamenta e repudia os fatos ocorridos no trote.

“Ressaltamos que, como posto em campanha, somos contra o trote coercitivo, humilhante, abusivo e, principalmente, com teores machistas. Destacamos também que não vamos, nesta situação, fazer curso, turma ou pessoas carregarem a cruz por uma cultura estúpida que ocorre há anos em trotes universitários. Esperamos que fatos assim não ocorram mais e, se tornarem a ocorrer, trataremos de penalizar os envolvidos com a exclusão dos eventos organizados pelo DCE”.

Centro acadêmico pediu desculpas

Por meio de nota nas redes sociais, o Centro Acadêmico de Odontologia pediu desculpas pelo ocorrido:

“Em nome de todos os alunos do Curso de Odontologia gostaríamos de pedir desculpas aos calouros pelo acontecido de ontem. Também pedimos desculpas se vocês foram constrangidos e expostos por pessoas que não são do curso e também não estavam presentes durante o ocorrido. A Odontologia Joaçaba é um curso muito humano, que no último semestre realizou um evento voltado completamente para a saúde mental, bem-estar e diversão dos acadêmicos. Realizou a primeira gincana do curso, arrecadando uma tonelada de ração para cães, distribuiu alimentos e brinquedos para famílias carentes, além da doação de sangue que os alunos sempre realizam. Nessas atividades podemos ver o quanto nossos acadêmicos são unidos, fortes e estarão sempre juntos, ajudando uns aos outros independente dos ocorridos. Os nossos calouros, estão cientes que são muito bem-vindos, que os veteranos estarão prontos para os ajudarem, como sempre foi. E que não somos o que estão falando. Mas isso a gente sabe. Todo nosso amor e apoio aos calouros. A quem interessar, aos nossos calouros, veteranos e a todas as pessoas que compartilharam sobre o assunto, convidamos a juntarem-se a nós no nosso tradicional trote solidário!

A Lei Estadual nº 15.431, de 2010, proíbe os trotes e prevê multa de R$ 1 mil até R$ 20 mil para quem for flagrado praticando algum tipo de violência nas atividades escolares, além da suspensão do aluno envolvido.

 

Fonte: OCP/Por Gabriel Junior | Foto: Reprodução
Compartilhe nas suas redes sociais


Redação Misturebas

Seja o repórter e nos envie fotos e dados!
WhatsApp Chat: http://abre.ai/grupomisturebas
Instagram: instagram.com/portalmisturebas
Telegram: https://t.me/misturebas

Portal Misturebas – A informação ao seu alcance | 13 anos ®️


Sugestão de pauta


Mais notícias
Atendimento