Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Central do IPTU, em Blumenau, começa a atender contribuintes nesta quarta-feira

Central do IPTU, em Blumenau, começa a atender contribuintes nesta quarta-feira

Começa a funcionar nesta quarta-feira, 30 de janeiro, a Central de Atendimento do IPTU, ao lado do setor 3 do Parque Vila Germânica, sob a passarela que cruza a Rua Alberto Stein, no bairro da Velha, em Blumenau. O espaço vai permitir a revisão de dados cadastrais, solicitação da segunda via do carnê, alteração do nome do proprietário e também esclarecer dúvidas sobre o imposto.

O funcionamento será de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h30min às 17h30min. O local ficará disponível para os contribuintes até 13 de março. Segundo o coordenador de Cadastro Fiscal da prefeitura de Blumenau, Glauco Duarte, esta é uma oportunidade para o contribuinte esclarecer as dúvidas sobre qualquer alteração no valor do IPTU.

Continua depois da publicidade

É fundamental que o contribuinte que tiver dúvidas traga os carnês do ano passado e deste ano. Desta forma, faremos um comparativo, explicando qualquer alteração de valores. Importante lembrar que não é necessário o titular do carnê vir até a Central de IPTU para receber os esclarecimentos – completa.

A Secretaria de Gestão Financeira emitiu carnês para cerca de 148 mil contribuintes cadastrados, distribuídos na primeira quinzena de janeiro. Para quem não conseguiu quitar o IPTU em parcela única no mês de janeiro, ainda é possível pagar o carnê com desconto de 5% em fevereiro. Se a quitação for em março, serão 3% de abatimento.

Continua depois da publicidade

Misturebas - Anúncio

O contribuinte também pode fazer o parcelamento do tributo em até 11 vezes, com parcela mínima de R$ 20. Este ano o imposto teve reajuste de 3,57%. O Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) é uma parte importante na arrecadação do município e uma despesa certa no orçamento familiar neste período. A estimativa da prefeitura é arrecadar cerca de R$ 90 milhões até o fim de 2019, contra R$ 85 milhões em 2018. Com uma margem de 14% de inadimplência.

Este ano, parte dos contribuintes que não pagaram a conta do ano passado caíram em dívida ativa. Juntos, eles somam R$ 18 milhões em débitos. Para tentar recuperar, a prefeitura tem intensificado as ligações e notificações aos proprietários de imóveis, para que quitem os carnês.

 

Fonte: nsc/Por Adriano Lins | Foto: Patrick Rodrigues
Compartilhe nas suas redes sociais


Siga as redes sociais do Portal Misturebas
Instagram: Clique aqui ✅ Telegram: Clique aqui
✅ Facebook: Clique aqui  ✅ Youtube: Clique aqui


Sugestão de pauta

Mais notícias
Atendimento