Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Polícia Civil desarticula quadrilha que agia em Criciúma e nos estados de MG e PR

Polícia Civil desarticula quadrilha que agia em Criciúma e nos estados de MG e PR
Foto: Ilustrativa/PCSC

Grupo desviava cargas de andaimes e escoras de andaimes para a construção civil

Após três meses de investigação, a Polícia Civil desarticulou um grupo que agia criminosamente nos municípios de Criciúma, Uberlândia/MG e Pato Branco/PR, desviando cargas de andaimes e escoras de andaimes para a construção civil. A investigação é da 2ª Delegacia de Polícia de Criciúma,

O líder do grupo, morador em Uberlândia, utilizando-se de nome falso e de nome de uma empresa localizada em Itajaí, falsificou notas fiscais e contratos, alugando quatro cargas de andaimes e escoras de andaimes, de duas empresas instaladas em São Paulo e em Cachoeirinha/RS. De posse das cargas e com o auxilio de quatro homens, todos residentes em Criciúma, Itajaí e Pato Branco/PR, o suspeito desviou as cargas para dois depósitos em Criciúma e depois as vendeu para empresas localizadas em Pato Branco e Arapongas, no Paraná.

Continua depois da publicidade

Misturebas - A informação ao seu alcance!

Conforme a Polícia Civil, as cargas de andaimes e escoras foram localizadas pelos policiais, uma em Arapongas, Criciúma e outras em Pato Branco, sendo parte delas já entregue às vítimas. O prejuízo causado às empresas, caso não ocorresse a recuperação, seria de R$ 1.247.782,00.

LEIA TAMBÉM: Adolescente é preso após incendiar ônibus, em Jaraguá do Sul

Continua depois da publicidade

Misturebas - A informação ao seu alcance!

Contra o líder do grupo, morador do Bairro Jardim Patrícia, em Uberlândia, foi pedida prisão preventiva, sendo que atualmente ele está foragido e sendo procurado pelas Polícias Civis de Santa Catarina de Minas Gerais.

O grupo criminoso foi indiciado pelos crimes de associação criminosa, estelionato, falsificação de documentos e receptação qualificada. O inquérito policial agora segue à Justiça. De acordo com o Delegado de Polícia Ari José Soto Riva, que presidiu as investigações, o trabalho teve o apoio de policiais civis da Inspetoria da Polícia Civil e da 1ª Delegacia Regional de Polícia de Minas Gerais.

Compartilhe nas suas redes sociais


Redação Misturebas

Seja o repórter e nos envie fotos e dados!
WhatsApp Chat: http://abre.ai/grupomisturebas
Instagram: instagram.com/portalmisturebas
Telegram: https://t.me/misturebas

Portal Misturebas – A informação ao seu alcance | 13 anos ®️


Sugestão de pauta


Mais notícias
Atendimento