Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Homem se apresenta voluntariamente a polícia e confessa ter praticado um homicídio em Imbuia

Homem se apresenta voluntariamente a polícia e confessa ter praticado um homicídio em Imbuia
Imagem Ilustrativa

O homem se apresentou em uma delegacia na cidade de Garuva, confessando ter praticado o crime na madrugada de quinta feira para sexta, mas o mesmo não pode ser preso por conta do período eleitoral

Na tarde de sexta feira, 13 de novembro, um homem procurou a delegacia de polícia na cidade de Garuva, no Norte do Estado para se entregar, confessando que havia cometido um homicídio.

O homem relatou que na madrugada da quinta feira para sexta havia cometido um crime no bairro Nova Alemanha, mas na cidade de Imbuia no Alto Vale.

Continua depois da publicidade

Misturebas - A informação ao seu alcance!

O homem mesmo confessando o crime, foi ouvido pelo delegado, mas em seguida liberado, sendo que o cumprimento da prisão preventiva não pode ser feito por conta do período eleitoral. A proibição de prisão cinco dias antes da eleição é determinada pelo Código Eleitoral (Lei 4737/1965), que permite a detenção nos casos de flagrante delito, sentença criminal condenatória por crime inafiançável ou por desrespeito a salvo-conduto.

Segundo informações da delegada responsável pelo caso, Elisabete da Cruz Pardo Figueiredo, o delegado de Garuva, depois de tomar o depoimento do autor do crime, fez contato questionando se havia ocorrido um homicídio na cidade de Imbuia.

Diante dos fatos um policial civil foi encaminhado ao endereço indicado pelo homem que cometeu o crime e foi constatado o óbito da vítima agredida. A vítima, de 60 anos, foi encontrada sem vida em sua residência, com sinais de violência na região da cabeça.

O autor do crime se sentiu com medo que a polícia já estava a sua procura, em virtude de que por coincidência algumas ocorrências aconteceram próximas ao local do crime e no caminho de sua fuga, o que pode ter motivado a confissão.

Nas informações repassadas o autor disse que, quando saiu da casa com o carro da vítima havia acontecido um acidente de trânsito com óbito próximo ao local, e algumas viaturas da polícia tinham sido encaminhadas para lá e por isso ele imaginou que estariam atrás dele.

O homem fugia para o Paraná e em Garuva estava acontecendo uma operação da Polícia Militar com a presença de helicópteros no local e ele achou que os helicópteros procuravam por ele conta a delegada.

A suspeita da polícia é de latrocínio, mas há a possibilidade de ter ocorrido homicídio e o autor do crime ter fugido com o veículo da vítima.

LEIA TAMBÉM: Adolescente de 15 anos pega carro escondido dos pais e provoca acidente na BR-470 em Navegantes

Como o caso gerou muitas dúvidas, agora, a polícia deve ouvir pessoas próximas à vítima, que morava sozinha, para dar seguimento à investigação, e verificar a real motivação do crime.

Compartilhe nas suas redes sociais


Redação Misturebas

Seja o repórter e nos envie fotos e dados!
WhatsApp Chat: http://abre.ai/grupomisturebas
Instagram: instagram.com/portalmisturebas
Telegram: https://t.me/misturebas

Portal Misturebas – A informação ao seu alcance | 13 anos ®️

publicidade

AGWP

Sugestão de pauta


Mais notícias
Atendimento