Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Homem suspeito de invadir casa e esfaquear idosa é preso, em Imbituba

Homem suspeito de invadir casa e esfaquear idosa é preso, em Imbituba
Foto: PCSC

Câmeras de segurança flagraram o suspeito entrar e sair do imóvel durante a madrugada

Na manhã de quarta-feira, 16 de setembro, a Polícia Civil, por intermédio da Delegacia de Polícia de Imbituba, deflagrou uma operação para cumprir um mandado de prisão e dois mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça contra um suspeito de desferir três facadas em uma idosa. Ela foi encontrada morta por familiares no final de julho deste ano, em Imbituba, dentro de sua casa.

Diante da idade da vítima, inicialmente havia a expectativa que a senhora teria caído em seu quarto e rompido alguma artéria calibrosa de forma a justificar a grande quantidade de sangue encontrada no local. No entanto, com a chegada dos órgãos de perícia criminal e assim sendo possível mexer no corpo da vítima, foram encontradas três estocadas de faca no pescoço, que foram a causa efetiva da morte da vítima.

Continua depois da publicidade

Misturebas - A informação ao seu alcance!

Iniciou-se a investigação, com a oitiva de familiares, vizinhos, pessoas próximas, perícia técnica no local dos fatos e exame cadavérico, além da coleta e análise de imagens das câmeras de segurança que ficavam próximas ao local. Nas imagens foi possível observar o suspeito saindo de uma casa vizinha por volta das 3h30min da madrugada e entrando na casa da vítima em horário compatível com o óbito, onde permanece por cerca de 10min e sai do local.

LEIA TAMBÉM: Homem é preso após ser flagrado furtando produtos na Havan de Brusque

Continua depois da publicidade

AGWP

Após a oitiva das testemunhas, foi representado pela prisão provisória do investigado, bem como pela busca e apreensão em endereços que ele estaria ocupando, locais em que foi possível apreender aparelhos celulares que serão submetidos à análise. A representação foi deferida pelo Judiciário após manifestação favorável do Ministério Público.

“A prisão provisória no caso em apreço é necessária e adequada para garantir a efetividade das investigações e na coleta de outros elementos de prova, assim como para dar uma resposta aos familiares e à sociedade”, afirma o Delegado de Polícia Nicola Patel Filho, responsável pelas investigações.

 

Fonte: PCSC | Laguna – 18ª – Delegacia Regional de Polícia
Compartilhe nas suas redes sociais


Redação Misturebas

Seja o repórter e nos envie fotos e dados!
WhatsApp Chat: http://abre.ai/grupomisturebas
Instagram: instagram.com/portalmisturebas
Telegram: https://t.me/misturebas

Portal Misturebas – A informação ao seu alcance | 13 anos ®️


Sugestão de pauta


Mais notícias
Atendimento