Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Hospital Santa Isabel se aproxima da marca de 3500 transplantes realizados em Blumenau

Hospital Santa Isabel se aproxima da marca de 3500 transplantes realizados em Blumenau

Instituição celebra Dia Nacional da Doação de Órgãos com agradecimento às famílias doadoras

Desde 1980, quando o Hospital Santa Isabel realizou o primeiro transplante de órgãos – um procedimento renal, já são aproximadamente 3490 cirurgias do tipo na instituição.

Continua depois da publicidade

Misturebas - A informação ao seu alcance!

O avanço das técnicas da medicina e a organização de entidades como a SC Transplantes, criada e credenciada em 1999, contribuiu para o fortalecimento e crescimento do serviço no Vale do Itajaí. O HSI é reconhecido como uma das instituições que mais realiza transplantes de órgãos no Brasil, e todos são totalmente custeados pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A doação acontece mediante a autorização da família de um paciente que teve a morte encefálica diagnosticada. No Brasil, a média de recusa pela doação é de 40%. Em Santa Catarina, a porcentagem cai para 27 e Blumenau se mantém abaixo dessa média, com 17% de recusa dos familiares. Esses dados são possíveis graças à solidariedade das famílias que, mesmo neste momento de pandemia, com visitas restritas ao paciente, mantiveram o coração aberto para a doação de órgãos.

Continua depois da publicidade

AGWP

É esse sim que salva vidas! Num ano de tantas tragédias, nos resta agradecer aos que abriram o coração e permitiram que os órgãos de seus entes queridos fossem doados. Essa é uma oportunidade de salvar vidas, já que um doador pode beneficiar várias pessoas, dando aos pacientes da fila de espera a oportunidade de casar e formar uma família, ou ver os netos crescerem, dando novas chances de vida.

LEIA TAMBÉM: Homem com mandado de prisão ativo por roubo é preso em flagrante, em Blumenau

Todos os anos, próximo ao Dia Nacional da Doação de Órgãos – 27 de setembro, o Hospital Santa Isabel realiza ações de conscientização sobre a importância de dizer sim quando a equipe apresenta à família a possibilidade de doação de órgãos. Este ano, porém, por conta da necessidade de manter o distanciamento social, o HSI optou por realizar ações singelas de conscientização e agradecimento. Em 2020, não podemos realizar ações de conscientização que aglomerem de pessoas, mas continuamos entregando o melhor de nós para salvar vidas, graças à solidariedade das famílias.

Ambulatório de Transplantes

No Hospital Santa Isabel, o Ambulatório de Transplantes atende dezenas de pacientes diariamente, que vêm até a instituição para consultas pré e pós-transplante. “Nesse período (de pandemia), demos orientações por telefone e e-mail para pacientes estáveis, e mantivemos apenas as consultas daqueles que realizaram transplante há menos de 6 meses, devido ao maior risco de complicações”, explica a Dra. Maira Silva de Godoy, chefe dos transplantes hepáticos do HSI.

Os pacientes contam com acompanhamento do Setor de Psicologia. O trabalho é baseado no acolhimento, avaliação, preparo e enfrentamento emocional desde quando ele entra na fila de transplante, até o dia em que recebe alta hospitalar, e continua durante o pós-transplante de acordo com a necessidade do paciente. “Primeiro, fazemos a entrevista com a equipe multidisciplinar, em que o paciente e os familiares recebem avaliações, orientações e conhecem toda a equipe. Os receios são muito diferenciados, mas um grande medo de quem espera na fila é de que, com a pandemia, a espera seja prolongada”, explica a psicóloga Jaqueline Franzmann Zachow, da Equipe Multidisciplinar do Ambulatório de Transplantes do HSI.

Retrospectiva

1980 – Equipes de Nefrologia e Urologia do Hospital Santa Isabel realizam o primeiro transplante da instituição: rim.

Até 1999 – Após o sucesso do primeiro transplante, as equipes se aperfeiçoaram e realizaram 87 procedimentos.

2000 – Início do serviço de transplante de córnea e coração.

2002 – Início do serviço de transplante de fígado.

2005 – Início do serviço de transplante de pâncreas e pâncreas-rim conjugado.

2007 – O Hospital Santa Isabel bate recorde interno com 74 transplantes de fígado realizados (o recorde anterior era de 44 procedimentos).

2010 – HSI recebe o Troféu Rui Braga por ter sido o segundo principal hospital de transplantes de fígado do Brasil.

2011 – O trabalho de reabilitação com pacientes de transplante de fígado é apresentado numa Confederação Mundial de Fisioterapia em Amsterdã.

2012 – Celebrada a marca de 500 transplantes de fígado realizados.

2015 – Celebrada a realização do milésimo transplante renal.

2016 – Celebração do milésimo transplante de fígado e reconhecimento como hospital que realizou o maior número de transplantes de fígado no Brasil.

2017 – Eleito o melhor Hospital Transplantador de Santa Catarina.

2018 – Hospital Santa Isabel realiza o maior número de transplantes de órgãos de sua história: 333 procedimentos.

2019 – Reconhecido pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina como o hospital com o melhor resultado em transplantes de órgãos no estado.

 

 

Fonte: HSI
Compartilhe nas suas redes sociais


Redação Misturebas

Seja o repórter e nos envie fotos e dados!
WhatsApp Chat: http://abre.ai/grupomisturebas
Instagram: instagram.com/portalmisturebas
Telegram: https://t.me/misturebas

Portal Misturebas – A informação ao seu alcance | 13 anos ®️


Sugestão de pauta


Mais notícias
Atendimento