Mudança pode deixar Pomerode sem policiamento às noites e início da manhã

Mudança pode deixar Pomerode sem policiamento às noites e início da manhã
Foto: PMSC/GEin/Divulgação

Questão surge com a discussão sobre a regionalização do plantão da Polícia Civil

A discussão na Polícia Civil quanto à regionalização do plantão em municípios do Médio Vale do Itajaí mobiliza empresários e lideranças políticas de Pomerode. Isso porque a cidade tem apenas uma guarnição da Polícia Militar e, caso a alteração se confirme, os PMs terão de se deslocar até Indaial para fazer o flagrante de ocorrências.

A alegação é de isso iria fazer com que a cidade ficasse sem policiamento por algumas horas — já que o deslocamento de Pomerode a Indaial é de 30 quilômetros, o que leva de 30 a 45 minutos para ser percorrido pela viatura, dependendo do horário. Esse sistema, conforme ideia da Polícia Civil, funcionaria das 19h às 8h.

Continua depois da publicidade

Misturebas - A informação ao seu alcance!

Associação Empresarial de Pomerode (Acip), Associação Visite Pomerode (Avip), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Câmara de Vereadores, prefeitura e deputados estaduais assinam um ofício que foi encaminhado ao governador Carlos Moisés (PSL), ao delegado geral Paulo Koerich e ao delegado regional de Blumenau, Isomar Amorim. A carta pede para que o Estado recue da ideia.

O documento cita, por exemplo, que “passa a ser simples para criminosos fabricarem cenários que provoquem o deslocamento da guarnição, garantindo de duas a quatro horas sem policiamento ostensivo no município”. As entidades também se colocam “à disposição para auxiliar em alguma solução para o assunto em questão, evitando o enorme impacto negativo previsto em nossa Segurança Pública”.

Continua depois da publicidade

Misturebas - A informação ao seu alcance!

O que diz a Polícia Civil

Questionado pela reportagem, o delegado regional Isomar Amorim disse que a ideia de regionalizar o plantão tem o objetivo de agilizar e otimizar o atendimento, diminuindo o banco de horas de agentes da Polícia Civil. Amorim compara o caso de Pomerode com o de outras cidades do Alto Vale e diz que não há prejuízo à segurança do município:

— Essa situação de que a cidade ficará desprotegida, não procede, porque o tempo é mínimo. Deslocamento de Pomerode a Indaial é rápido. E a cidade ficará mais protegida. Exemplo: em um flagrante de uma quadrilha de bancos, hoje esses criminosos ficam em uma cela sem qualquer segurança nos fundos de uma delegacia. A [Delegacia] Regional de Rio do Sul engloba de Ibirama a Rio do Campo e por lá funciona assim, com os flagrantes em Rio do Sul. Nunca tivemos problemas.

Amorim completa:

Se a única viatura da PM de Pomerode sai por horas e deixa a cidade sem policiamento, o que falta é mais uma guarnição. Talvez a cidade já esteja precisando, não pelo flagrante em si, mas pelo tamanho da cidade — finaliza o delegado regional de Blumenau.

Continua depois da publicidade

Misturebas - Anúncio

 

Fonte: NSC | Por Augusto Ittner
Compartilhe nas suas redes sociais


Redação Misturebas

Seja o repórter e nos envie fotos e dados!
http://bit.ly/FalecomPORTALMISTUREBAS

Siga nosso instagram
✅ Instagram: instagram.com/portalmisturebas

Participe do nosso grupo no WhatsApp
✅ WhatsApp: http://abre.ai/grupomisturebas
Portal Misturebas – A informação ao seu alcance | 12 anos®


Sugestão de pauta

Deixe um comentário.


Receba as novidades no seu email


Mais notícias
Atendimento
error: Conteúdo bloqueado