Em seis dias, Oktoberfest Blumenau tem 172 registros de furto de celular

Em seis dias, Oktoberfest Blumenau tem 172 registros de furto de celular

Número de crimes dentro dos pavilhões de Blumenau é ainda maior se considerar as vítimas que não registraram boletim de ocorrência.

Seja nas rodas de conversa entre moradores de Blumenau ou pelas redes sociais, espalharam-se relatos de pessoas que tiveram o celular furtado dentro do Parque Vila Germânica nos primeiros dias da Oktoberfest. O número oficial, divulgado pela prefeitura após uma reunião com a Polícia Militar e Polícia Civil, é que foram registrados 172 boletins de ocorrência pelo crime em seis dias de festa.

Visto por outro lado, o percentual de visitantes com o celular furtado é de 0,09% considerando as 197 mil pessoas que passaram pela festa entre quarta-feira da semana passada, 9 de outubro, e a última segunda, dia 15. Entretanto, o número é praticamente o dobro do que foi registrado em 12 dias de festa do ano passado, quando houve 85 casos de furto dentro dos pavilhões.

Continua depois da publicidade

Misturebas - A informação ao seu alcance!

O número de furtos nos primeiros dias da festa aumenta quando consideradas as vítimas que não registraram o crime. Raisa Dobler Andrade, de 23 anos, teve o celular furtado na madrugada de sábado, dia 12, e optou por não fazer o boletim de ocorrência pela grande fila que havia na base da Polícia Civil instalada dentro do Parque Vila Germânica.

Como sou da cidade posso resolver fora da festa. A fila estava enorme e não valia a pena. Teria que esperar duas horas para registrar o boletim de ocorrência, que é apenas formalidade nesses casos. Já consegui fazer o bloqueio do IMEI (código único que identifica cada smartphone fabricado) pela operadora de telefone, então não vi necessidade de fazer o registro — afirma Raisa.

Continua depois da publicidade

Misturebas - Anúncio

Ela conta que chegou à festa na noite de sexta-feira e que estava em frente à entrada do pavilhão Eisenbahn Biergarten por volta das 2h20 de sábado. Raíssa estava com uma amiga quando foi abordada por dois homens altos, sendo que um deles tentou beijá-la à força. Quando tentou se esquivar com os braços, tirou a mão de cima de bolsa e viu que o outro homem estava atrás dela, momento em que ele pegou o aparelho e correu.

Raisa conta que conversou com outras mulheres na festa e percebeu que várias delas foram furtadas com o mesmo método. Ela afirma que não pretende voltar pra festa tão cedo e que está conversando com outras vítimas e pensa em abrir uma ação coletiva contra a organização por falta de segurança dentro dos pavilhões.

Fui na festa por oito anos seguidos e nunca passei por algo assim. Não tinha ideia que pudesse acontecer algo assim na Oktoberfest. E não penso em voltar com essa falta de organização — lamenta.

Organização divulga nota oficial

Com o alto número de furtos de celular desde o início da festa, a organização da Oktoberfest divulgou uma nota oficial na tarde desta terça-feira. Confira o texto na íntegra:

“O furto de objetos pessoais, como aparelhos eletrônicos, é crime frequente em grandes eventos de todo o país. Quadrilhas se especializam na atuação, furtando objetos em momentos de desatenção. A administração da 36ª Oktoberfest Blumenau informa e lamenta que num universo de cerca de 200 mil pessoas que circularam nos pavilhões até esta segunda-feira, dia 14, foram registrados 172 BOs por furto de celular.

No entanto, é preciso reafirmar que Administração e entidades responsáveis pela segurança da festa, como Polícia Militar e Civil, estão trabalhando incessantemente para que os criminosos sejam identificados, inclusive utilizando tecnologias como reconhecimento facial, além de mais de uma centena de câmeras instaladas em todos os espaços da festa.

Prova de que as tecnologias estão auxiliando é que até o momento cinco pessoas com Mandados de Prisão em aberto foram presas. Uma delas, inclusive, estava sendo procurada por tráfico de drogas.

Voltando especificamente aos furtos de objetos pessoais, já se sabe que essas quadrilhas circulam por grandes eventos em todo o país, e vieram para Blumenau com o intuito do crime. A organização da Oktoberfest reafirma que esforços não serão poupados na identificação e prisão destes criminosos.”

Dicas da Polícia Militar para evitar furtos

  • – Andar com o celular e demais pertences sempre no bolso da frente;
  • – Evitar que parte do celular fique para fora do bolso, algo que pode facilitar o furto;
  • – Usar o mínimo possível do celular enquanto estiver andando pela festa;
  • – Deixar para fazer fotos ou ligações quando estiver sentado ou em local mais tranquilo;
  • – Evitar volume nos bolsos e deixar a carteira em casa;
  • – Levar apenas um documento de identificação, cartão/dinheiro e chaves.

Quando cria-se dificuldade para esses punguistas, é óbvio que eles vão procurar outra pessoa. Se todas as pessoas tiverem se resguardando, esses criminosos terão muito mais dificuldade para conseguirem êxito na ação — tenente-coronel Jefferson Schmidt, comandante do 12º Batalhão da Polícia Militar

 

Fonte: NSC | Foto: Patrick Rodrigues/JSC
Compartilhe nas suas redes sociais


Sugestão de pauta

Deixe um comentário.


Receba as novidades no seu email


Mais notícias
Atendimento