Participe do grupo Misturebas no WhatsApp

Moradores reclamam de descaso em obra no Loteamento Margem Esquerda, em Gaspar

Moradores reclamam de descaso em obra no Loteamento Margem Esquerda, em Gaspar

Iniciada em 9 de abril de 2018, com prazo de finalização em 7 de fevereiro deste ano, as obras de pavimentação e qualificação da Rua Carlos Roberto Schramm e do Loteamento Margem Esquerda, às margens da BR-470, em Gaspar, estão longe do fim. Isso porque as melhorias não estão mais sendo feitas desde setembro do ano passado.

Quem chega ao local logo se depara com uma placa informando: obras a 50 metros. Porém, o que se encontra são ruas de barro tomadas por buracos e grandes poças de lama e materiais de construção como lajotas, blocos e tubos espalhados por todos os lados. Nenhuma máquina é vista no local.

Continua depois da publicidade

Misturebas - A informação ao seu alcance!

Segundo o presidente da Associação de Moradores do Loteamento Margem Esquerda, Pedro Lamin, a informação que a comunidade tem é que a prefeitura parou a obra por conta de erros no projeto. “Alegaram que os calçamentos estavam afundando. E, de fato, estão mesmo. Mas a prefeitura se comprometeu em fazer um novo projeto e até agora ninguém diz nada. Tudo o que ficamos sabendo é pela boca dos outros. Falaram até que a empresa pediu subsídio porque a obra se tornou bem mais cara do que estava previsto”, diz Lamin.

Moradores querem explicações

O Loteamento margem Esquerda abriga entre 350 e 400 pessoas, que vivem em cerca de 100 casas. Todos estão revoltados com a situação. Na rua em que Hélio Hugolino Kreusch mora, existe uma poça de água que ocupa toda a estrada. Para conseguir passar, os moradores molham os pés ou se arriscam ao andar por cima de um monte de brita deixadas de lado. “A prefeitura não pode fazer o que está fazendo com nós. Não tem fiscal para ver como está a situação? E agora que as aulas estão quase começando, como fica a situação das crianças? Eles abandonaram isso aqui…”.

Continua depois da publicidade

Misturebas - A informação ao seu alcance!

A indignação faz o morador questionar as prioridades da prefeitura de Gaspar. “O nosso loteamento está uma vergonha e a prefeitura faz obras no Centro, onde as ruas já estão prontas. O que o prefeito está fazendo por Gaspar é bom, mas é preciso rever as prioridades. É uma situação vergonhosa”.

Posicionamento da Associação de Moradores

O presidente da Associação de Moradores, Pedro Lamin, afirma que os moradores vão aguardar até o dia 7 de fevereiro, prazo estipulado para que a obra ficasse pronta. Depois dessa data, haverá uma assembleia para definir a melhor maneira de cobrar uma solução por parte das autoridades.

O que diz a prefeitura

O Engenheiro Civil Ricardo Bernardino Duarte, supervisor administrativo da Prefeitura de Gaspar, afirma que as obras não foram paradas, mas sim tiveram uma redução na carga de trabalho. “Isso aconteceu porque o projeto que está sendo executado não estava de acordo para o tipo de solo que encontramos no local, um solo muito ruim, mole e com um tipo de material que tem baixa capacidade de suporte. Sendo assim, a fiscalização decidiu que precisaria um estudo técnico por uma empresa especializada em engenharia para fazer uma avaliação do solo local”, explica.

O engenheiro afirma que o estudo já foi executado e que as alterações no projeto já foram iniciadas. “A reprogramação da obra será encaminhada para a Caixa ainda esta semana. Após o recebimento por parte da Caixa, os serviços de pavimentação serão reiniciados. Algo que deve acontecer a partir do dia 20 de janeiro”, garante.

Os valores dos aditivos somam cerca de R$ 1.400.000,00.

 

Fonte: Cruzeiro do Vale
Compartilhe nas suas redes sociais


Redação Misturebas

Seja o repórter e nos envie fotos e dados!
WhatsApp Chat: http://abre.ai/grupomisturebas
Instagram: instagram.com/portalmisturebas
Telegram: https://t.me/misturebas

Portal Misturebas – A informação ao seu alcance | 13 anos ®️

publicidade

AGWP

Sugestão de pauta


Mais notícias
Atendimento